F1
05/09/2017 17:34

Chefe da Williams admite tensão por disputa entre Stroll e Massa nas voltas finais em Monza: “Deu um pouco de medo”

Claire Williams revelou que a equipe de Grove passou por um aperto na reta final do GP da Itália quando Felipe Massa e Lance Stroll disputavam a sétima posição, mas confiou o tempo todo na experiência do brasileiro
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

A Williams conseguiu pontuar com seus dois carros apenas pela segunda vez na até aqui decepcionante temporada 2017 neste final de semana na Itália. O time de Grove, porém, passou um aperto danado nas voltas finais com Lance Stroll e Felipe Massa brigando pela sétima posição e, por pouco, não sendo superados por Sergio Pérez.
 
A chefe da equipe, Claire Williams, admitiu que o time ficou preocupado com a disputa e que, apesar do toque dos dois, deixou rolar pela confiança na experiência de Massa, que vinha atrás pressionando o companheiro novato.
 
"A gente resolveu deixá-los correr, mas era mais para que Pérez não chegasse em Massa do que para Massa pressionar Stroll. Deu um pouco de medo na última volta, mas a gente confia plenamente no Massa. Ele é um cara experiente, calejado e sabe como lidar com disputas com companheiro e suas regras", disse à revista britânica 'Autosport'.
Felipe Massa e Lance Stroll quase se acertaram na pista (Foto: Beto Issa)
Claire ainda falou das dificuldades que a Williams está apresentando em 2017 e celebrou os dez pontos que a dupla conseguiu somar em Monza.
 
"Não foi a primeira vez que tivemos um probleminha de superaquecimento dos carros, então esse resultado final com sétimo e oitavo está muito bom. O Stroll não tinha experiência com esse carro no molhado e fez o que fez. Fechar o fim de semana assim foi muito bom", completou.
 
Sem entrar em polêmicas, Massa comentou o incidente com Stroll e valorizou os pontos que a Williams marcou e que acabaram servindo para o time respirar na briga pelo sexto lugar do Mundial de Construtores com Toro Rosso, Renault e Haas.
 
"Tive uma disputa com meu companheiro, acho que ele acabou se mexendo um pouco a mais do que deveria, tocamos rodas, mas nada de mais sério. Foi tudo bem. Uma boa corrida para ambos e o resultado é sempre importante para o time", explicou.
 
ALONSO COLHE O QUE PLANTA E FICA SEM NOVAS ALTERNATIVAS NA F1 PARA 2018


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
Rali
Copa Grande Prêmio
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Galerias de Imagens
Facebook