F1
29/07/2018 13:05

Ricciardo escapa de “começo caótico” na Hungria e celebra ultrapassagem sobre Bottas “na pista”

Daniel Ricciardo foi eleito o melhor piloto do GP da Hungria na votação do público - e fez por merecer. Saiu em 12°, caiu no grid após 'caos' do começo e, mesmo assim, ainda foi 4°. Ao final, celebrou
Warm Up, de Hungaroring / FELIPE NORONHA, de São Paulo
 Daniel Ricciardo (Foto: Pirelli)


Daniel Ricciardo largou em 12° no GP da Hungria deste domingo (29). Caiu para 16° logo na primeira curva e precisou fazer prova de recuperação ainda mais dramática do que o esperado. E se saiu bem: foi eleito o melhor piloto do dia após chegar em quarto. Ao final, pôde comemorar a bela corrida. 

Na última volta, ainda ultrapassou Valtteri Bottas, produzindo o melhor momento em Hungaroring. E analisou assim a corrida após seu término: "Quando você larga lá atrás, o começo é caótico", disse.

"Senti vibrações nos pneus, o que também contribuiu para todo o caos ao meu redor. Na curva seis, Esteban Ocon cortou a chicane e me acertou. Só depois de duas voltas ele devolveu a posução. é frustrante", continou o australiano.

"Tínhamos um bom carro hoje, a velocidade com os pneus macios era boa - nem tanto com os ultramacios. Mas não foi uma corrida ruim. Quando o caos das primeiras voltas terminou, pude recuperar o atraso."
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Já sobre a disputa pela quarta posição com Bottas, que durou até a última volta e na qual foi acertado, terminando a corrida com o carro avariado, Ricciardo comentou que sabia que os pneus do finlandês estavam se desgastando e que ele não precisaria esperar a provável punição ao rival para passá-lo.

"Não falei nada no rádio, mas eu achei que ele estava perdido, foi muito profundo na curva, ficou no meu canto cego e dei espaço para ele. Mesmo assim ele me acertou. Mas, felizmente, o passei na última volta", contou.

"Eu queria ultrapassá-lo na pista. Mesmo sabendo que ele seria punido se não conseguisse", finalizou Ricciardo.