5º, Albon elogia ritmo da Red Bull e ignora investigação: “Não estou preocupado”

Alexander Albon escalou o grid na Hungria para fechar com o top-5. Piloto da Red Bull quer entender o motivo do carro ser tão melhor nas corridas

Alexander Albon foi um dos destaques do GP da Hungria, disputado neste domingo (19). Após um treino classificatório longe do ideal, onde foi eliminado no Q2 e precisou largar de 13º, o piloto da Red Bull fechou na quinta posição, com direito a ultrapassagem sobre o tetracampeão Sebastian Vettel na reta final.

Em entrevista à Sky Sports após a corrida, Albon comemorou o resultado, apesar de ainda ter dúvidas em relação ao desempenho do carro nos treinos classificatórios, muito pior que nos GPs.

“Queremos saber o porquê do carro na corrida ser muito melhor que na classificação, estava muito bem hoje. Estivemos em tráfego durante todo a corrida, mas nos momentos que pegamos ar livre, fomos bem competitivos. É um cenário estranho, mas não dá para reclamar, mostra que o carro tem potencial, apenas precisamos saber como tirar”, declarou o anglo-tailandês.

Alexander Albon está sendo investigado (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

O bom resultado de Albon está ameaçado. A Red Bull está sendo investigada por secar a posição do piloto no grid, algo proibido pela FIA. Alexander se mostrou tranquilo com a chance de perder os pontos.

“Eu honestamente não sei, não estou preocupado com isso, mas precisamos esperar pelo veredicto. Acho que devo ir aos comissários agora e ver o que eles têm para falar”, concluiu.

No pós-corrida do GP da Hungria de F1, Victor Martins, Evelyn Guimarães e Felipe Noronha analisam a disputa em Hungaroring no Briefing e trazem as últimas informações da terceira etapa do Mundial 2020. Inscreva-se no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube e ative as notificações.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube