Albon destaca distância de Pérez para Verstappen e diz que “fez melhor” na Red Bull

Alexander Albon fez uma avaliação sobre a temporada de 2020, na qual foi companheiro de Max Verstappen na Red Bull. Para ele, apesar dos resultados, a desvantagem em relação ao neerlandês era menor do que a de Sergio Pérez no ano seguinte

Companheiro de Max Verstappen na Red Bull em parte de 2019 e em toda a temporada 2020, Alexander Albon viu o sonho de defender uma das principais equipes da Fórmula 1 se tornar pesadelo ao ser relegado ao posto de reserva no fim daquele ano, após conquistar apenas dois pódios em 17 etapas. Levando em consideração a distância para o neerlandês, entretanto, o tailandês acredita que foi um companheiro de equipe mais próximo do que Sergio Pérez.

Em sua avaliação, Albon reconheceu que a diferença de posições entre ele e Verstappen foi maior do que entre Pérez e o tricampeão em 2021, quando Max conquistou seu primeiro título após batalha com Lewis Hamilton. No entanto, considerando a desvantagem de tempo entre os dois e o neerlandês, o piloto da Williams se vê à frente.

“Max [Verstappen] estava se classificando em terceiro ou quarto, às vezes até em quinto. Estava terminando as corridas, geralmente, em terceiro ou quarto”, disse Albon ao podcast High Performance. “Então, eu estava, talvez, 0s3 ou 0s4 atrás dele — o que me colocava em 11º ou 12º [na classificação], e isso era um desastre”, apontou.

“No ano seguinte, e me sinto um pouco envergonhado de dizer isso, o carro ficava em primeiro ou segundo em quase todas as corridas. Lewis [Hamilton] e Max estavam brigando pelo título, e ‘Checo’ [Pérez] era quarto, terceiro ou quinto. Mas a distância, na maioria dos casos, era maior do que quando eu era o companheiro de Max”, comparou.

Parceria entre Albon e Verstappen durou apenas até o fim de 2020 (Foto: Red Bull Content Pool)

Albon admitiu que não teve uma temporada forte na Red Bull em 2020. Porém, em sua avaliação, o desempenho foi melhor que o de Pérez em seu primeiro ano completo na equipe austríaca.

“Então, comecei a pensar… quer dizer, ele me substituiu, mas as pessoas não deveriam desacreditar [de mim]. Por mais que tenha sido um ano ruim, eu ainda fui melhor do que seus outros dois últimos companheiros de equipe — o que ele [Verstappen] tem agora e o que ele tinha antes de mim”, completou.

Em termos de pontuação, Albon fez 105 tentos nas 17 corridas de 2020, o que o levou ao sétimo lugar no fim do campeonato. Pérez, que teve cinco etapas a mais em 2021, somou 190 e foi o quarto colocado. O tailandês teve dois pódios, contra cinco do mexicano — que venceu uma, no Azerbaijão.

Com a temporada encerrada, a Fórmula 1 retorna apenas no ano que vem, no dia 2 de março, com a estreia do campeonato no GP do Bahrein.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.