F1

Alonso agradece homenagens na despedida da F1 e fala em retorno, mas “como turista ou comentarista”

Fernando Alonso voltou a alimentar as dúvidas sobre a possibilidade de retorno ao grid da Fórmula 1 em 2020. O espanhol disse que vai retornar, mas por enquanto só se compromete com o posto de “turista ou comentarista”
Warm Up / VITOR FAZIO, de Berlim
 Fernando Alonso (Foto: McLaren)
Fernando Alonso encerrou, ao mesmo por enquanto, a jornada na Fórmula 1. O espanhol terminou o GP de Abu Dhabi deste domingo (25) em 11º, beliscando a zona de pontos. Não se sabe se foi de fato a última corrida do espanhol, mas certamente não foi a última aparição no paddock – Alonso já planeja voltar, nem que seja “como turista ou comentarista”.
 
“Vai ser uma boa memória. Tudo que aconteceu na F1 formou uma jornada fantástica, indo desde muito jovem até o ponto de poder lutar sob qualquer circunstância com qualquer carro”, disse Alonso. “Vim de um país sem tradição na F1, meu pai não era piloto, então estou muito feliz com o que consegui. Vou voltar algum dia, talvez como turista ou comentarista”, seguiu.
 
A incerteza de Alonso sobre um possível retorno ao grid da F1 em 2020 tem a ver com a falta de planos concretos. O espanhol vai disputar as 500 Milhas de Indianápolis em 2019, mas ainda não se comprometeu com nenhum campeonato em tempo integral para o futuro.
Fernando Alonso se despediu da F1 com zerinhos (Foto: McLaren)
“Preciso de um tempo agora, de desafios diferentes. Quero lutar pela Tríplice Coroa. Talvez em 2020 eu sinta a necessidade de ter um calendário completo com alguma coisa, seja Indy ou F1. Talvez eu volte ou talvez eu não tenha vontade de voltar”, apontou.
 
O GP de Abu Dhabi de Alonso não foi particularmente marcante. O espanhol chegou a sonhar com um ataque a Kevin Magnussen pelo décimo lugar, mas não conseguiu se aproximar o suficiente – o que não impediu o público de escolher o bicampeão como Piloto do Dia. O destaque veio após a bandeira quadriculada, quando Fernando fez zerinhos com Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.
 
“Foi muito bonito, eu agradeço [as homenagens]. Foi no improviso, cheguei ali e vi que estava um à direita e outro à esquerda. São dois grandes campeões e eu vou sentir falta disso. No fim das contas, foi um bom dia”, encerrou.