Bottas culpa superaquecimento dos freios por 4º no grid do GP da Estíria: “Decepcionado”

Da alegria à decepção em uma semana, Valtteri Bottas enfrentou problemas no treino classificatório deste sábado (11) e não conseguiu repetir o feito de dias atrás no Red Bull Ring. Da pole-position do GP da Áustria, o finlandês vai largar em quarto no GP da Estíria de Fórmula 1

Há exatamente uma semana, Valtteri Bottas abria a temporada 2020 do Mundial de Fórmula 1 com a conquista da pole-position do GP da Áustria, no mesmo Red Bull Ring que recebe também o GP da Estíria, prova que acontece neste domingo. Mas os sorrisos do sábado passado deram lugar a uma expressão mais fechada após o caótico e lotérico treino classificatório que definiu o grid de largada da segunda etapa do campeonato. Desta vez bem longe do tempo de Lewis Hamilton, pole com 1min19s273 como volta mais rápida, o nórdico vai partir em quarto com tempo 1s428 mais lento que o companheiro de equipe.

Ao longo da sessão, Bottas mostrou até ter um carro competitivo, mas revelou ter enfrentado problemas no freio, ficando longe de repetir o feito de uma semana atrás no circuito austríaco.

“Não foi fácil e não parecia que estaria em quarto no grid, mas, obviamente, condições tão complicadas podem proporcionar desafios distintos. Para mim, pessoalmente, simplesmente não consegui construir uma temperatura suficiente nos pneus”, contou.

Valtteri Bottas
Valtteri Bottas: da pole de sábado passado para o quarto lugar no grid do GP da Estíria (Foto: Mercedes)

“O motivo foi que meu freio dianteiro direito ficou superaquecendo durante a classificação, então não pude tirar o máximo de potencial do carro na classificação, o que é muito importante para a confiança no molhado”, disse o dono do carro #77 da Mercedes.

“Isso tornou tudo bem complicado e, obviamente, estou decepcionado”, lamentou Bottas.

Para domingo, com a corrida tendo a previsão de ser disputada com pista seca, Valtteri foi questionado sobre a possibilidade de a Mercedes voltar a apresentar problemas no câmbio, como aconteceu domingo passado no Red Bull Ring. Na ocasião, a equipe pediu para tanto Bottas como Hamilton serem menos agressivos ao percorrer as zebras.

“Espero muito que não, seria legal fazer a corrida toda de pé embaixo. Mas isso é algo que vamos saber amanhã porque não conseguimos completar a distância de uma corrida nos treinos. Sabemos que o carro é rápido, o que é importante”, concluiu.

A largada do GP da Estíria está marcada para 10h10 (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube