Bottas lamenta ausência na loucura de Interlagos: “Seria legal estar no meio”

Valtteri Bottas lamentou a ausência na insanidade nas voltas finais do GP do Brasil. Piloto também revelou que questionou decisão da Mercedes de colocar pneus duros no meio da corrida

Valtteri Bottas fez uma corrida discreta, que terminou com um raro estouro de motor e que provocou o mar de loucura nas voltas finais do GP do Brasil. Mesmo com o vice-campeonato já assegurado, o piloto finlandês ficou decepcionado por não participar da insanidade em Interlagos.

Bottas comentou sobre a decepção na corrida. O piloto brigava por posição com Charles Leclerc quando o motor estourou. Foi o primeiro abandono do finlandês desde o GP da Alemanha, quando errou e acertou o muro.

"Estou decepcionado, ninguém quer terminar a corrida deste jeito, especialmente com tudo o que aconteceu, seria legal estar no meio, mas aconteceu diferente", comentou em entrevista à Sky Sports.

Valtteri Bottas (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Antes do abandono, Bottas tinha feito um pit-stop para trocar os pneus duros, que não funcionaram bem. Ele explicou a decisão da equipe, que inclusive foi questonada pelo piloto,

 

"No começo, não ganhei posições e parecia que ultrapassar seria difícil. Tentei alongar o stint, economizar pneus, mas tive problemas para controlar o carro no segundo setor. Penso que paramos um pouco cedo, questionei, mas é ainda é uma interrogação se eu ficaria até o fim com aqueles pneus, provavelmente não", completou em entrevista coletiva.

 

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube