Bottas lidera TL2 de incêndio com Gasly e batida entre Stroll e Verstappen em Portugal

Valtteri Bottas voltou a liderar nesta sexta-feira em Portimão, mas o segundo treino livre foi bastante tumultuado com duas bandeiras vermelhas e um longo tempo para que a pista fosse liberada de volta para as atividades da Fórmula 1

Há tempos que a Fórmula 1 não tinha um treino livre tão confuso. A segunda sessão que fechou os trabalhos da programação da Fórmula 1 em Portugal nesta sexta-feira (23) foi marcada por duas interrupções com bandeira vermelha e duas longas esperas para a liberação da pista. O incêndio na AlphaTauri de Pierre Gasly e o acidente entre Lance Stroll e Max Verstappen na curva 1 do circuito de Portimão abreviaram a jornada de equipes e pilotos na pista lusitana. Na tabela de tempos, Valtteri Bottas repetiu o resultado da manhã e foi o mais rápido ao marcar 1min17s940 com o carro #77 da Mercedes.

Verstappen ainda conseguiu terminar na segunda posição da tabela de tempos com a Red Bull, enquanto Lando Norris, nos segundos finais, colocou a McLaren em terceiro, logo à frente da Ferrari de Charles Leclerc. Também no ‘apagar das luzes’, Carlos Sainz, com outra McLaren, foi o quinto, logo à frente da Ferrari de Sebastian Vettel.

Gasly, mesmo sem ter andado durante boa parte da sessão por conta do incêndio, foi o sétimo e conseguiu terminar à frente de Lewis Hamilton, da Mercedes. Esteban Ocon, com a Renault, foi o nono, enquanto Alexander Albon fechou o top-10.

F1; FÓRMULA 1; F1 2020; VALTTERI BOTTAS; MERCEDES; GP DE PORTUGAL; PORTIMÃO; SEXTA-FEIRA
Valtteri Bottas na tarde desta sexta-feira em Portimão (Foto: Mercedes)

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Portimão. O treino livre 3 está marcado para 7h (de Brasília), enquanto a sessão que vai definir o grid de largada do GP de Portugal acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Saiba como foi o treino livre 2 do GP de Portugal de Fórmula 1

A grande novidade do treino da tarde em Portimão foi que a Pirelli disponibilizou aos pilotos os protótipos dos pneus que vão calçar os carros da Fórmula 1 na próxima temporada. Por isso, não houve marcação por meio de cor nos compostos utilizados nos 30 primeiros minutos da sessão.

Logo no começo da sessão, Carlos Sainz e Kevin Magnussen ficaram lado a lado na entrada da curva 1 do circuito lusitano e quase se chocaram. Pouco depois, o espanhol rodou, como já havia acontecido pela manhã, muito por conta da falta de aderência do asfalto de Portimão.

F1; FÓRMULA 1; KEVIN MAGNUSSEN; CARLOS SAINZ; GP DE PORTUGAL; TREINO LIVRE 2;
Kevin Magnussen e Carlos Sainz quase se tocam na entrada da curva 1 em Portimão (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

Com todos os pilotos na pista logo nos primeiros minutos para testar os novos pneus, Lewis Hamilton virou 1min22s147 e assumiu a dianteira. Mas o tempo era muito distante do 1min18s410 registrado por Valtteri Bottas no TL1.

De saída da Haas — e, provavelmente, da Fórmula 1 — ao fim da temporada, Romain Grosjean foi outro a dar uma escapada nesta tarde. Ao passear pela caixa de brita, o franco-suíço espalhou muitas pedras pela pista, mas a direção de prova não chegou a intervir para fazer a limpeza.

A sessão era bastante movimentada por conta da presença de todos os carros na pista, mas Sebastian Vettel era um que reclamava da intensidade do treino: “Estão nos fazendo perder tempo dando voltas com tanto tráfego, é uma bobagem”, disparou.

F1; FÓRMULA 1; GP DE PORTUGAL; PORTIMÃO; TL2; CHARLES LECLERC; FERRARI;
Detalhe dos pneus que a Pirelli testou nesta tarde visando a temporada 2021 da F1 (Foto: Ferrari)

Bottas tratou de manter a Mercedes na frente e virou 1min22s024, assumindo a liderança da sessão. Em seguida, Max Verstappen também superou Hamilton e ficou somente 0s050 atrás do finlandês para avançar à segunda colocação. Já Sergio Pérez rodou na curva 3, chamada Lagos, mas conseguiu voltar para o treino sem maiores problemas.

Hamilton se queixava de vibrações nos pneus dianteiros atendeu ao chamado da Mercedes para recolher aos boxes. Bottas, que não enfrentava os mesmos problemas, melhorou o tempo para 1min21s662. Charles Leclerc também tinha ótima performance com a Ferrari: o monegasco conseguiu subir para a segunda posição, 0s381 do tempo de Valtteri.

F1; FÓRMULA 1; F1 2020; GP DE PORTUGAL; LEWIS HAMILTON; TL2; PORTIMÃO;
Lewis Hamilton em ação no segundo treino livre em Portugal (Foto: Pirelli)

Mas no fim da primeira meia hora da sessão, Verstappen virou 1min21s575 para deixar Bottas para trás por apenas 0s087 e liderar a tabela de tempos. Já Romain Grosjean se queixava dos limites de pista impostos pela direção de prova na curva 1. “É impossível de ver, eu faço o melhor que posso”. Vários pilotos tiveram tempos deletados, de manhã e à tarde, por conta da infração nas curvas 1, 4 e 15.

Com os trabalhos de testes com os pneus de 2021 cumpridos, os pilotos tiveram cerca de uma hora para se dedicar de fato às simulações em ritmo de classificação e de corrida. Com os compostos médios, Pierre Gasly tomou a ponta com 1min20s037. O francês chegou a ser desbancado por muitos pilotos em seguida. Com a melhora da pista e o maior conhecimento por parte dos pilotos, muita gente conseguiu evoluir suas respectivas marcas. Até George Russell, da Williams, chegou a subir para P1.

Com 49 minutos de sessão percorridos, Vettel liderava com 1min19s175. Mas tudo mudou depois que a Mercedes mandou Hamilton e Bottas de novo para a pista, mas com pneus macios. Antes, Verstappen e Leclerc, ainda com os médios, tomaram a liderança.

F1; FÓRMULA 1; GP DE PORTUGAL; PIERRE GASLY; ALPHATAURI; TL2; TREINO LIVRE 2; INCÊNDIO;
Incêndio no carro de Gasly provocou a bandeira vermelha no treino desta tarde em Portugal (Foto: Reprodução)

Bottas colocou a Mercedes na frente segundos depois ao registrar 1min17s940. Até que, com 44min33s de sessão, o treino foi interrompido com bandeira vermelha. Tudo por conta do incêndio no carro de Gasly, que saiu rápido do cockpit enquanto os fiscais de pista usaram extintores para apagar o fogo.

Depois de 16 minutos de interrupção, a bandeira verde voltou a tremular em Portimão. Mas o longo tempo de bandeira vermelha comprometeu a programação das equipes para a sequência da sexta-feira. Na fase derradeira da sessão, com menos de 28 minutos para o desfecho, a maior parte dos pilotos voltou à pista com pneus macios para fazer as simulações em ritmo de classificação, principalmente.

Com 24 minutos para o fim, Portimão foi palco de uma cena quase inacreditável. Na abertura de uma volta rápida, Verstappen tentou pegar o vácuo da Racing Point de Lance Stroll no meio da reta, não conseguiu a ultrapassagem, mas andou lado a lado com o canadense por praticamente todo o trecho. Até que, na entrada da curva 1, os dois se chocaram e bateram, até com relativa violência. Verstappen ainda conseguiu seguir para os boxes, mas Stroll ficou parado na caixa de brita. Segunda bandeira vermelha nesta tarde em Portugal.

O holandês se mostrou enfurecido com a atitude do adversário: “Esse porra desse cara é cego? O que há de errado com ele?”, disparou.

Assim como aconteceu na primeira bandeira vermelha, houve uma grande demora para a liberação da pista. Na prática, restou pouco tempo, exatamente 8 minutos, para que os pilotos pudessem fazer alguma coisa com a bandeira verde no fim do treino. Destaque nos segundos finais para os dois carros da McLaren: Norris subiu para terceiro na tabela de tempos, enquanto Sainz foi o quinto. Na frente, Bottas se consolidou como o grande nome do dia em Portimão.

Fórmula 1 2020, GP de Portugal, Autódromo Internacional do Algarve, treino livre 2:

1V BOTTASMercedes1:17.940 32
2M VERSTAPPENRed Bull Honda1:18.535+0.59534
3L NORRISMcLaren Renault1:18.743+0.80335
4C LECLERCFerrari1:18.838+0.89834
5C SAINZ JRMcLaren Renault1:19.113+1.17332
6S VETTELFerrari1:19.175+1.23534
7P GASLYAlphaTauri Honda1:19.178+1.23826
8L HAMILTONMercedes1:19.308+1.36827
9E OCONRenault1:19.496+1.55632
10A ALBONRed Bull Honda1:19.643+1.70337
11G RUSSELLWilliams Mercedes1:19.821+1.88133
12S PÉREZRacing Point Mercedes1:19.901+1.96134
13D RICCIARDORenault1:19.987+2.04728
14N LATIFIWilliams Mercedes1:20.465+2.52533
15K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari1:20.490+2.55034
16K MAGNUSSENHaas Ferrari1:20.680+2.74029
17D KVYATAlphaTauri Honda1:20.729+2.78933
18R GROSJEANHaas Ferrari1:20.867+2.92732
19L STROLLRacing Point Mercedes1:20.983+3.04326
20A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari1:21.396+3.45634
  Tempo 107%1:23.396+5.456 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube