Campeão da Fórmula 1 virtual, Russell vence fácil GP do Canadá. Collet é quarto

A ausência de Charles Leclerc da etapa derradeira da temporada coroou George Russell como campeão da Fórmula 1 virtual. O britânico aproveitou a grande fase nos simuladores e venceu, neste domingo (14), pela quarta vez consecutiva. Alexander Albon, da Red Bull, e Esteban Gutiérrez, da Mercedes, completaram o pódio. Caio Collet, com a Renault, foi o quarto

Ao menos no campo virtual, ninguém foi melhor que a Williams de George Russell neste ano na Fórmula 1. O britânico de 22 anos confirmou a grande fase e venceu pela quarta vez consecutiva ao triunfar no GP do Canadá, na tarde deste domingo (14), prova válida pela etapa derradeira da temporada 2020 da Fórmula 1 virtual. Russell, que já havia triunfado nas etapas da Espanha, Mônaco e Azerbaijão, foi coroado o campeão do campeonato, condição confirmada em razão da ausência de Charles Leclerc, vice-líder, que disputou neste fim de semana as 24 Horas de Le Mans virtuais.

Mas ninguém foi páreo para o piloto da Williams, que largou na pole-position e não deu chances para ninguém ao vencer novamente na temporada. Alexander Albon, da Red Bull, foi o segundo, enquanto Esteban Gutiérrez, representando a Mercedes, completou o pódio.

George Russell venceu o GP do Canadá e tornou-se campeão da F1 virtual (Foto: Reprodução)
George Russell venceu o GP do Canadá e tornou-se campeão da F1 virtual (Foto: Reprodução)

Um dos destaques da corrida realizada na pista virtual do circuito Gilles Villeneuve foi Caio Collet. O jovem brasileiro de 18 anos, que defendeu a Renault, terminou na quarta colocação depois de ter travado duelo com Gutiérrez nas primeiras voltas do embate.

O top-5 foi completado pelo Youtuber e piloto virtual australiano Ben Daly, conhecido como Tiametmarduk, que defendeu a McLaren, enquanto o chinês Guanyu Zhou, que foi o companheiro de equipe de Collet na Renault, foi o sexto. Nicholas Latifi, que largou em terceiro lugar, perdeu posições ao longo da prova e foi o sétimo, à frente do britânico Callum Ilott, que correu pela Ferrari.

Anthony Davidson, que correu pela Mercedes, foi o nono colocado, enquanto David Schumacher, com a Racing Point, cruzou a linha de chegada em décimo.

Louis Delétraz, com a Haas, foi o 11º, finalizando logo à frente de Pietro Fittipaldi. O brasileiro nascido em Miami foi um dos pilotos punidos ao longo da prova. No caso de Pietro, a sanção foi de 3s por “múltiplas advertências”, assim como Albon. Pior para Pierre Gasly, desclassificado por exceder as punições por ultrapassar os limites da pista.

George Russell venceu o GP do Canadá e tornou-se campeão da F1 virtual (Foto: George Russell/Twitter)
George Russell comemora com selfie a vitória no Canadá e o título da Fórmula 1 virtual (Foto: George Russell/Twitter)

Gianluca Petecof, que correu pela primeira vez uma etapa da Fórmula 1 virtual, terminou em 15º lugar com a Ferrari.

O desfecho da Fórmula 1 virtual da principal categoria do automobilismo marca definitivamente a contagem regressiva para o campeonato de verdade. Restam três semanas para a etapa de abertura da temporada 2020 da F1, marcada para 5 de julho com o GP da Áustria, no Red Bull Ring.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube