Leclerc mantém bom momento da Ferrari e abre dia de testes na liderança no Bahrein

Piloto da escuderia italiana liderou primeira parte do dia 1 de testes, no Bahrein. Tempo do monegasco foi anotado na segunda hora da sessão em Sakhir

COMO O NÚMERO #1 PASSOU A SER USADO PELOS CAMPEÕES DA FÓRMULA 1?

Assim como em Barcelona, Charles Leclerc liderou a primeira parte do dia 1 de testes da pré-temporada da Fórmula 1, dessa vez no Bahrein. Com tempo de 1min34s531 e pneus C3, o monegasco foi para a parada de almoço no circuito de Sakhir, nesta quinta-feira (10), com a melhor marca geral.

O piloto da Ferrari, que anotou seu melhor tempo durante a segunda hora de sessão e ficou tranquilo em primeiro depois, à frente de Alex Albon, da Williams. Com compostos mais macios (C4), o tailandês terminou 0s5 atrás, com 1min35s070. Sebastian Vettel, da Aston Martin, foi o terceiro, com 1min35s706, de C3.

Com 70 voltas na manhã de Sakhir, maior número entre os pilotos da sessão inicial, Sergio Pérez ficou em quarto, seguido de Lewis Hamilton e seu W13 inovador, com ‘zeropods’. Esteban Ocon, Guanyu Zhou, Lando Norris e Pierre Gasly completaram a tabela, nessa ordem. A Haas não participou da prática pela manhã.

GRANDE PRÊMIO acompanha a cobertura da pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein AO VIVO e em TEMPO REAL. A análise acontece no Briefing assim que as atividades em pista acabarem. O dia de testes continua a partir das 9h (de Brasília).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Leclerc liderou boa parte da sessão da manhã no Bahrein (Foto: Ferrari)

Confira como foi a primeira sessão de testes:

A manhã de trabalhos em Sakhir começou no horário, às 04h (horário de Brasília), com Pierre Gasly e Guanyu Zhou sendo os primeiros a se apresentarem na pista. Mas os holofotes estavam voltados para fora do circuito bareinita, mais especificamente nos boxes da Mercedes: lá dentro, a equipe alemã apresentava uma versão atualizada do W13, quase sem sidepods. A mudança era esperada, mas nem por isso deixou de ser o assunto principal do início da sessão.

Nos primeiros dez minutos de testes, a Mercedes (com sensores) e a Aston Martin eram as equipes que mais rodavam na pista. Pelo monitor, Christian Horner e Helmut Marko observavam o W13 – o chefe da equipe austríaca chegou a afirmar que o modelo rival era “ilegal”, mas voltou atrás na declaração, que gerou uma resposta de Toto Wolff. A polêmica reacendeu – cedo, é verdade – a rivalidade entre os dois times da categoria, que atingiu o seu ápice com a conclusão da temporada de 2021 da Fórmula 1.

Enquanto isso, Sergio Pérez assumia a primeira posição com 30 minutos de sessão na conta: 1min37s950. Pouco depois, Charles Leclerc anotou 1min35s953, com pneus C4, seguido de Sebastian Vettelque competiu com um capacete em apoio a Ucrânia -, com 1min37s495, de compostos C2. O monegasco da Ferrari fechou a primeira hora de testes na liderança.

Temporada da F1 2022 começa no Bahrein, no dia 20 (Foto: AFP)

A partir da hora inicial, os times começaram a ver, gradativamente, mais tempo de pista. A exceção foi a Haas, que mesmo revelando a nova pintura do VF-22, sequer participou da sessão – um atraso na chegada de equipamentos ao Bahrein, consequente de um problema no avião cargueiro, foi a causa da ausência. A expectativa da equipe é estar presente no período da tarde no circuito de Sakhir, com o brasileiro Pietro Fittipaldi no volante.

Com Lewis Hamilton e Guanyu Zhou no comando, respectivamente, a Mercedes e a Alfa Romeo eram as equipes que mais andavam no circuito de Sakhir. No entanto, foi Leclerc que movimentou a frente da tabela mais uma vez, marcando 1min35s953 de pneus C4. Pouco após, dessa vez de compostos C3, o piloto da Ferrari abaixou o próprio tempo em mais de um segundo: 1min34s531, dois segundos à frente de Sergio Pérez (de C2).

De pneus C3, Hamilton começou a rodar mais rápido no circuito e marcou 1min36s365. Já a Alpine, que encontrou problemas com o mecanismo em Barcelona, enfim conseguiu usar o DRS na reta principal em Sakhir – Esteban Ocon foi o representante da equipe na primeira sessão de testes.

Sergio Pérez andando com seu RB18 nesta quinta-feira (Foto: Lars Baron/Getty Images)

Na terceira hora de sessão, Checo – que foi o primeiro a alcançar a marca de 50 voltas – e Alex Albon conseguiram melhorar seus tempos até então. O piloto da Williams chegou a anotar 1min36s578 e assumiu, ainda que momentaneamente, o terceiro lugar na tabela.

Enquanto isso, fora da pista, a Alfa Romeo de Guanyu Zhou parou no meio do caminho para os boxes e não conseguiu chegar à garagem da equipe. Os mecânicos resgataram e cobriram o modelo do chinês, voltando-o para dentro do pit-lane.

Voltando à ação no circuito, Pierre Gasly seguia tentando encaixar uma boa volta com a sua AT03 e, ainda que melhorando seu tempo, permanecia na última posição: de 1min38s777s, o francês foi para 1min37s888.

Pierre Gasly na pista (Foto: Lars Baron/Getty Images)

Pelo lado da McLaren, problemas. Após Daniel Ricciardo se sentir mal e ser substituído por Lando Norris, o inglês enfrentou um mau-funcionamento dos freios dianteiros, o que limitou o tempo de pista do MCL36 no Bahrein, ao menos na sessão da manhã.

Na pista, Albon e Vettel melhoraram seus tempos. O alemão marcou 1min36s166, mas foi desbancado da segunda posição pelo piloto da Williams que, com pneus C5 – composto mais macio disponibilizado pela Pirelli -, fez 1min35s217.

Enquanto Leclerc permanecia tranquilo na liderança, Checo também buscava melhorar sua marca anterior. Com compostos C3 e pintura flow-vis na parte dianteira de seu RB18, o mexicano anotou 1min35s977 e alçou à quarta colocação – Vettel, novamente no circuito, fez 1min35s705 e manteve o terceiro lugar.

LEIA TAMBÉM
Apple TV+ anuncia documentário sobre Hamilton e promete “elenco estrelado”
“Sem guerra”: pilotos da F1 manifestam apoio à Ucrânia e pedem paz e liberdade

Nos últimos 10 minutos, com exceção da McLaren de Lando Norris, todos os carros foram à pista. O safety-car virtual foi acionado pela FIA, mas sem incidente em Sakhir: o procedimento é padrão e faz parte de um teste de sistema interno do órgão regulador. No fim, sem alteração brusca de tempos e Leclerc, com isso, não saiu da liderança – confirmando o bom momento da Ferrari nessa pré-temporada da Fórmula 1.

Fórmula 1 2022, Pré-Temporada, Bahrein, Dia 1:

1C LECLERCFerrari1:34.531 64C3
2A ALBONWilliams Mercedes1:35.070+0.53953C4
3S VETTELAston Martin Mercedes1:35.706+1.17538C3
4S PÉREZRed Bull RBPT1:35.977+1.44670C3
5L HAMILTONMercedes1:36.365+1.83462C3
6E OCONAlpine Renault1:36.768+2.23742C2
7G ZHOUAlfa Romeo Ferrari1:37.164+2.63354C3
8L NORRISMcLaren Mercedes1:37.580+3.04921C4
9P GASLYAlphaTauri RBPT1:37.888+3.35744C2
A SINA DO PRIMEIRO VENCEDOR NA TEMPORADA DA FÓRMULA 1 (DESDE 2017)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar