F1

Chefe da Haas perde paciência com Grosjean e Magnussen: “Surpreso e decepcionado”

Duas semanas depois do acidente que encerrou a corrida da Haas em Silverstone, Romain Grosjean e Kevin Magnussen voltaram a se encontrar na pista. Chefe do bagunçado time, Guenther Steiner não negou a decepção com o toque, mesmo após o time somar pontos com os dois pilotos

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
A Haas conquistou pontos no GP da Alemanha, o que não significa necessariamente que o clima voltou a ser bom no time. Romain Grosjean e Kevin Magnussen se tocaram na pista de novo. Na volta 56, K-Mag executou uma ultrapassagem no hairpin e tocou o companheiro de equipe. Ambos reclamaram no rádio.
 
O toque vem duas semanas após um acidente na primeira volta do GP da Inglaterra que, por conta dos danos, eliminou os dois carros ainda no início da corrida. Guenther Steiner, chefe de equipe, revelou surpresa e decepção com a nova colisão entre os pressionados pilotos.
 
"Eu estou surpreso como todo mundo depois do que aconteceu em Silverstone. Eles fizeram de novo. Eu não falei com eles depois da corrida, não tem motivo. Vou falar antes de Budapeste e achar um caminho do que fazer e não fazer. Se eles não entenderem o que significa, terei que falar a cada volta o que fazer, e acho que isso vai acontecer", comentou o irritado chefe da Haas.
Kevin Magnussen e Romain Grosjean (Foto: Haas)
"Eu ainda não vi o acidente no replay. Vi apenas na TV. Preciso olhar e tirar conclusões, porque não somos rápidos, então, não precisamos de mais distrações ou perda de pontos porque um bateu no outro. É uma daquelas histórias que me decepcionei no momento. Vamos nos juntar e tentar de novo", seguiu.
 
Com as punições aos carros da Alfa Romeo, Magnussen e Grosjean foram promovidos para o sétimo e o oitavo lugar respectivamente. Em pontos, foi o melhor resultado dos americanos na temporada, mas Steiner ainda está insatisfeito com o desempenho da VF19 e crê que os pontos não foram com muito mérito.
 
"Nosso ritmo não foi bom. Ficamos em nono e décimo sem méritos e velocidade. Não vou ficar aqui falando que está fantástico. Não fomos rápidos. Nunca vi isso. Como um carro pode ser tão rápido na classificação e cair desse jeito na corrida? A única coisa que podemos fazer é seguir trabalhando e entender o porquê. Não tem mágica, e hoje, fomos sortudos de nos manter na pista e chegar em nono e décimo, que são pontos duplos, mas foi o único bom momento do dia", completou.
 
Com 26 pontos, a Haas é a oitava colocada no Mundial de Construtores, empatada com a Alfa Romeo. A próxima etapa do campeonato acontece na Hungria, no próximo dia 4.
 
Paddockast #26
Acidentes que alteraram carreiras


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.