Chefe vê Mercedes como em Mônaco e diz: “Há algo fundamentalmente errado”

O chefe da equipe da Mercedes, Toto Wolff, admitiu que espera que sua equipe enfrente uma sessão de classificação "muito, muito difícil" em Baku, no sábado (5)

Após um fim de semana desastroso em Mônaco, a Mercedes não iniciou o GP do Azerbaijão com desempenho empolgante. O heptacampeão mundial Lewis Hamilton terminou a sexta-feira (4) apenas em 11º, enquanto o companheiro de equipe Valtteri Bottas foi ainda pior, com 16º. Para o chefe de equipe Toto Wolff, o time segue carregando as mesmas dificuldades do principado.

“Temos um carro de corrida forte, mas estamos lutando para fazer uma boa volta. É o mesmo que vimos em Mônaco, não entregamos em alguns trechos e isso parece persistir em Baku”, explicou Wolff.

Valtteri Bottas ficou incomodado com o rendimento da Mercedes na sexta do Azerbaijão (Foto: Mercedes)

Por essas dificuldades encontradas pela Mercedes, o austríaco acredita que a classificação do próximo sábado será “muito, muito difícil” para os pilotos e a equipe – inclusive, ele relembrou o GP de Singapura em 2015, em que a dupla Hamilton e Rosberg finalizou na quinta e sexta posições do grid.

+Com domingo histórico, GRANDE PRÊMIO registra recorde de audiência em maio

“Acho que a classificação pode ser uma sessão muito, muito difícil para nós, provavelmente uma das mais difíceis que já vi. Me lembra de Singapura, em 2015”, disse.

“Existem apenas curvas de 90 graus aqui, então sempre ficou muito claro que seria difícil para nós. Você pode ver claramente nos tempos de volta que algo está fundamentalmente errado. Agora estamos tentando ajustar o carro para que funcione”, seguiu

“Acredito que temos um bom carro de corrida, então há terreno para nos recuperarmos para domingo e aprender. É o que é, estamos tentando ir o mais rápido possível com o que temos disponível”, concluiu Wolff.

A Fórmula 1 volta a acelerar nas ruas de Baku neste sábado, com o treino livre 3, a partir de 6h (de Brasília), enquanto a classificação está marcada para 9h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar