Confira declarações dos pilotos após primeiro dia de pré-temporada da F1 2021 no Bahrein

O primeiro dia de pré-temporada da Fórmula 1 viu os pilotos usarem o mesmo tom em suas declarações pós-sessão: muita areia, muito vento e, consequentemente, muita dificuldade em encaixar o melhor em suas estreias com os novos carros

O primeiro dia de pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein teve o lado tradicional, com as equipes conhecendo melhor seus carros, se permitindo errar, observando e analisando peças, com os pilotos dando as típicas declarações… Mas também o fora do usual, já que a pista de Sakhir entregou um dia de muito vento e uma tempestade de areia.

Dentro do que foi possível realizar, Max Verstappen liderou, anotando o melhor tempo do dia pela tarde. Mas as primeiras declarações de pré-temporada ficaram focadas no vento e na areia, que atrapalharam bastante o número de voltas que cada piloto gostaria de ter dado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Como foi o 1º dia de testes da Fórmula 1 no Bahrein

Lando Norris (Foto: McLaren)

GRANDE PRÊMIO traz uma cobertura pra lá de especial dos ensaios da Fórmula 1 em SakhirAcompanhe toda a transmissão dos testes de pré-temporada AO VIVO e em TEMPO REAL.

E, ao fim de cada um dos dias de teste, às 13h (de Brasília), vai ao ar o BRIEFING, programa AO VIVO na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, com Victor Martins, Evelyn Guimarães e Pedro Henrique Marum presentes à mesa virtual com o debate completo sobre a pré-temporada da Fórmula 1.

Confira as declarações:

Max Verstappen, primeiro: Verstappen vibra com dia positivo, mas diz que desempenho “só no primeiro Q3 do ano”

Lando Norris, segundo: “Foi a primeira vez que pilotei o MCL35M no seco, e foi chocante sentir a velocidade de um F1 novamente, fazia tempo que não tinha essa sensação. Foi um choque positivo e me senti bem em voltar, mas as condições não estavam as ideais hoje. A segunda parte do dia foi cheia de areia e com muito vento, não foi fácil. Passamos a sessão cumprindo nosso programa, não vimos problemas e estou confortável com o carro. Temos algum trabalho a fazer nos próximos dias. Vamos revisar tudo, mas foi um dia sólido.”

Esteban Ocon, terceiro: “Tudo correu bem hoje, um bom dia de volta. Foi sólido para a equipe, já que completamos o programa com tranquilidade e até deu tempo de treinarmos pit-stop, algo bom pois vale de treino para as corridas. Demos voltas decentes e aprendemos tudo que queríamos para hoje. Encontramos condições diferentes também, na manhã com vento, tempestade de areia pela tarde, então tudo menos chuva. Foi interessante e estou ansioso para voltar.”

Lance Stroll, quarto: “Foi muito bom voltar. O primeiro dia de volta ao carro é sempre especial. As condições foram desafiadoras: muito vento, muita aria na pista. Não foi fácil para ninguém, mas o carro pareceu bom, o equilíbrio também. Estou ansioso para voltar amanhã. No geral, um dia proveitoso.”

Lance Stroll teve problemas eletrônicos antes de ir para a pista. (Foto: Aston Martin)

Carlos Sainz, quinto: “Foi um dia bom pois pude dar todas as volta que queria e provar tudo que havíamos previsto. Não imaginava uma tempestado de areia em meu primeiro teste com a Ferrari, mas ao final cumprimos o programa. Na volta 57 estava mais cômodo que na primeira, então o objetivo está cumprido. O carro é muito diferente do que eu estava acostumado. É curioso como na F1, para se chegar a um tempo tão similar entre carros diferentes, cada piloto precisa pilotar de um jeito diferente. Cada carro é um mundo, você deve se adaptar e encontrar o limite da Ferrari. Não estou no limite, não sei como estou com cada pneu nem com cada modo de motor. Por isso espero encontrar essa janela de rendimento que me permita chegar à primeira corrida com experiência.”

Antonio Giovinazzi, sexto: “Acho que fizemos um bom trabalho, apesar das condições difíceis. Estou feliz com o carro e com o trabalho da equipe, levando em conta que foi só o primeiro dia do ano. Precisamos continuar a trabalhar assim nos dias restantes, temos uma base sólida. É sempre duro voltar ao volante após três meses, mas tivemos um dia tranquilo. Espero mais um dia cheio como este amanhã.”

Daniel Ricciardo, sétimo: “Foi muito bom estar de volta e em meu primeiro dia com a McLaren. Pude forçar o carro um pouco e me familiarizar. Foi uma manhã tranquila, tudo correu bem e é isso que você quer em um teste – confiabilidade. Demos um bom número de voltas, com foco em me familiarizar cada vez mais com o carro, ficar confortável. O plano para os próximos dias é similar, queremos sair daqui prontos para o GP do Bahrein.”

Pierre Gasly, oitavo: “Tudo correu bem com o carro pela manhã, tivemos um início positivo de testes e pudemos dar muitas voltas – meu objetivo principal. Estamos aqui por só três dias, é importante tirar o máximo deles na pista. Cumprimos todo o programa do dia e estive confortável no carro. Claro, há áreas em que precisamos trabalhar e melhorar, mas isso é esperado. As condições estavam bem difíceis, com este nível de vento carros de F1 não rendem bem. Mas pudemos entender como o carro funciona nesta situação, ainda mais pois começamos a temporada nesta pista.”

Yuki Tsunoda, nono: “Foi muito bom experimentar o novo carro de forma apropriada na sessão da tarde e completar meu primeiro teste como um piloto de Fórmula 1. Claro, somar quilometragem e coletar dados é algo chave para mim neste momento. Como novato, quero tirar o máximo desses dias e aprender muito antes da primeira corrida. Foi uma sessão difícil, o clima esteve ruim, o vento e a areia dificultaram, e ainda descobrimos um problema com o tanque de combustível do meu carro. Eles estão investigando, mas tive de parar. Estarei pronto para amanhã.”

Lewis Hamilton encara areia no Bahrein (Foto: Mercedes)

Lewis Hamilton, 10°: Hamilton admite estreia ruim e aposta em “experiência junto à Mercedes” para evoluir

Charles Leclerc, 11°: Leclerc revela que problema da Ferrari foi “anomalia na combustão”, mas aprova dia

Kimi Räikkönen, 12°: “Foi bom um primeiro dia sem problemas. Estava ventando muito e as condições mudavam de curva para curva, o que tornou tudo complicado, mas são as mesmas condições para todos então não fez diferença. Sobre nosso programa, foi um dia típico de testes: tentamos coisas diferentes, fizemos tudo andar como planejado e demos o visto em nossa lista de afazeres.”

Sebastian Vettel, 13°: “Foi uma manhã produtiva e a primeira oportunidade de realmente ver o AMR21. Como esperado, muita coisa a se aprender. Estou trabalhando com um motor diferente em comparação ao passado, então há muita coisa nova a se fazer. Tem também o novo volante, com todos esses botões, até o freio é diferente. Tenho muito a aprender. O importante é que eu sei no que posso melhorar. Foi um dia duro na pista, porque havia muito vento, todo mundo sofreu para encontrar aderência. Hoje não foi sobre tempos, mas sim sobre equilíbrio do carro e dados, o que conseguimos ao darmos 51 voltas. Estou ansioso em continuar progredindo.”

Roy Nissani, 14°: “Acho que foi um primeiro dia forte, mesmo com as condições ruins, em que tivemos de aguentar muita areia e poeira no ar. Tiramos o máximo do carro e estou feliz com meu desempenho, tal como acredito que os engenheiros estejam. Coletamos todos os dados que queríamos e testamos muitos itens, então foi um dia produtivo, divertido e uma boa abertura de temporada.”

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

Nikita Mazepin, 15°: “Foi um dia incrível, sendo honesto. Tive sorte de ter uma tarde tranquila. No primeiro dia, as coisas geralmente não dão certo por completo, mas foi importante dar algumas voltas. Foi bom, também, sentir o carro pela primeira vez, e perceber que nem tudo que você planeja funciona na vida real. As condições foram desafiadoras, com muita areia e vento. Já estive aqui no Bahrein muitas vezes, mas nunca vi tanta areia. Mas não tem como escolher. Esses fatores tornaram o dia interessante e de muito aprendizado.”

Mick Schumacher, 16°: “Foi ótimo estar em um carro de F1 de novo, mas claro que eu gostaria mais se tivesse dado mais voltas. Teria sido ótimo, mas tivemos um problema hidráulico. Por sorte, ainda voltei no final. Fiquei feliz pro estar no carro, e também por dar boas voltas. A tempestade de areia não foi uma boa, mas ainda consegui um tempo valioso no carro. Tem ventado muito, e os carros hoje em dia são bastante afetadas por isso. Vai ser interessante amanhã. Espero que melhor que hoje e que eu possa dar muitas voltas.”

Valtteri Bottas, 17°: Com problema no câmbio, Bottas vê Mercedes “sem começo ideal” na pré-temporada

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube