Daimler vê chance de desenvolvimento e diz que Mercedes fica na F1: “Não vamos parar”

Ola Kallenius traçou um paralelo com o Bayern de Munique e considerou que o sucesso dos últimos anos não faz com que a Mercedes tenha de deixar a Fórmula 1

Diretor-executivo da Daimler, Ola Kallenius descartou a saída da Mercedes da Fórmula 1. Apesar do domínio da marca na era dos motores V6 turbo, o dirigente considera que o Mundial ainda é uma importante plataforma de desenvolvimento.

A Mercedes conquistou nesta temporada o sétimo título consecutivo no Mundial de Construtores. Na semana passada, foi Lewis Hamilton quem chegou ao heptacampeonato, também a sétima taça seguida da equipe de Brackley no Mundial de Pilotos.

FÓRMULA 1; F1; MERCEDES; TOTO WOLFF; OLA KÄLLENIUS;
Ola Källenius (dir.) comanda a Daimler (Foto: Steve Etherington/Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

O domínio fez nascer rumores de uma saída de Lewis Hamilton e Toto Wolff em consequência de um corte de custos da Mercedes, mas Kallenius assegurou que a Mercedes vai seguir no Mundial. O chefe do time já afirmou que continua na equipe, mas o contrato do piloto britânico ainda não foi renovado.

“Não vamos deixar a Fórmula 1”, disse Kallenius em um evento da publicação alemã Auto Motor und Sport. “Só por que o Bayern de Munique venceu vários títulos, não significa que eles pararam. Também não vamos parar”, insistiu.

Com uma mudança no regulamento da Fórmula 1 no horizonte, Kallenius se mostrou satisfeito com os rumos do esporte. A mudança nas regras estava prevista para o próximo ano, mas acabou adiada por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Podemos testar tecnologia hibrida na Fórmula 1 e novos combustíveis”, completou Kallenius.

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar