Em 1ª manhã marcada por confusão de fiscais e problemas com Red Bull, Magnussen fica na frente no Bahrein

Kevin Magnussen e a McLaren terminaram na frente a primeira manhã de testes coletivos da F1 no Bahrein nesta quarta-feira (19). A Red Bull permanece enfrentando problemas, enquanto Felipe Massa ficou só nas voltas de instalação

Kevin Magnussen e a McLaren novamente se mostraram muito fortes. O dinamarquês foi quem ditou o ritmo nesta manhã de quarta-feira (19) no Bahrein, no primeiro dia da segunda bateria de testes da F1 na pré-temporada 2014. O novato superou Lewis Hamilton para ficar com o melhor registro, em 1min39s224, 0s240 mais veloz que o inglês da Mercedes.

Hamilton apareceu em segundo na tabela, depois de uma primeira metade sem grandes dramas, em que conseguiu, mais uma vez, comprovar a grande confiabilidade do W05. Nico Hülkenberg, também andando na casa de 1min39s, impressionou pela velocidade e terminou a parte inicial das atividades em terceiro, sete décimos atrás do estreante da equipe de Woking.

A primeira manhã em Sahkir viveu um atraso por conta de uma confusão com relação aos números de fiscais na pista. As atividades começaram 30 minutos depois do horário marcado. Outro atraso e novo drama vivem também a Red Bull e a Toro Rosso nesta manhã. As duas equipes irmãs ainda não conseguiram ir à pista, reprisando os problemas enfrentados em Jerez de la Frontera, no início do mês.

Felipe Massa, responsável pelos testes com a Williams nesta quarta, apenas completou voltas de instalação. O dia também serviu para ver o novo E22, o carro da Lotus, em ação, nas mãos de Romain Grosjean. Falando no time preto e dourado, o ex-chefe Eric Boullier se fez presente no Bahrein, mas já vestindo as cores de sua nova equipe: a McLaren. 

Kevin Magnussen foi o mais rápido na primeira manhã de testes no Bahrein (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Confira como foi a primeira manhã de testes da F1 no Bahrein nesta quarta-feira

Depois do atraso, assim que a bandeira verde foi colocada no fim do pit-lane árabe, Romain Grosjean pôde finalmente ter o gostinho de guiar o novo E22 da Lotus. A equipe de Enstone, que faltou nas atividades na Espanha, não perdeu muito tempo nos boxes e mandou logo o franco-suíço para voltas de instalação.

Outros vieram na cola, como Hülkenberg, Magnussen, Hamilton, Adrian Sutil e Fernando Alonso. A F14T do espanhol apresentou fumaça já nos pits, o que fez o piloto mais tarde parar na pista e causar a primeira bandeira vermelha da sessão. A interrupção foi curta, já que o bicampeão conseguiu trazer o carro por conta própria de volta aos boxes ferraristas.

Passado o drama inicial, os testes começaram preguiçosos. Enquanto Felipe Massa percorria suas primeiras voltas de verificação, Hamilton já abria o cronômetro. Depois veio Sutil com a Sauber e, em seguida, Alonso. O trio virava tempos na casa de 1min48s. O piloto da Ferrari, trabalhando na aerodinâmica, carregava enormes sensores na lateral esquerda do modelo italiano.

Aí Hamilton virou 1min41s750 e fixou lugar na ponta da folha de tempos, já seguido por Magnussen. Se na pista o teste já acompanhava intensa movimentação, o mesmo não acontecia nos boxes da Red Bull e também da Toro Rosso, que permaneciam fechados.

Enquanto os atuais campeões tentavam resolver os problemas do RB10, a equipe de Faenza sofria com vazamento de óleo. Sem nada que ver com isso, o jovem Magnussen esperou até pouco antes da pausa do almoço para virar 1min39s224 e se colocar em segundo. Hamilton, que já possuía 1min39s464, teve de se contentar com o segundo posto. Antes ainda do intervalo, Hülkenberg entrou para a turma de 1min39s.

Alonso ficou mesmo em quarto e longe do trio, com 1min41s115. Adrian Sutil botou a Sauber em quinto, à frente de Robin Frijns, que teve ótimo início de dia com Caterham, completando 26 voltas. Romain Grosjean, com sete giros, ficou em sétimo.

Massa não registrou volta rápida nesta manhã, concentrando o trabalho apenas na verificação dos sistemas do FW36. Jules Bianchi também ficou só nas voltas de instalação com a Marussia.

F1, Bahrein, Treinos coletivos, dia 1, manhã:

1 Kevin MAGNUSSEN DIN McLaren Mercedes   1:39.224  
2 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:39.464 +0.240
3 Nico HÜLKENBERG ALE Force India Mercedes   1:39.923 +0.699
4 Fernando ALONSO ESP Ferrari   1:41.115 +1.891
5 Adrian SUTIL ALE Sauber Ferrari   1:42.849 +3.625
6 Robin FRIJNS HOL Caterham Renault   1:44.337 +5.113
7 Romain GROSJEAN FRA Lotus Renault   1:44.832 +5.608

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube