Em 15º no grid, Nasr lamenta falta de aderência do circuito do México e diz que treino classificatório foi difícil

Felipe Nasr não teve um bom desempenho no treino que definiu o grid de largada para o GP do México. O brasileiro fez apenas a 17ª melhor marca, bem abaixo do desempenho do companheiro Marcus Ericsson no Q1. Entretanto, o piloto larga em 15º, beneficiado pelas punições impostas a Fernando Alonso e Kimi Räikkönen

#GALERIA(5496)
O treino classificatório para o GP do México não foi nada bom para Felipe Nasr. Neste sábado (31), o brasileiro fez apenas o 17º tempo e foi eliminado ainda no Q1, vendo o companheiro de Sauber Marcus Ericsson fazer a décima melhor marca. Contudo, em face às punições impostas a Fernando Alonso e a Kimi Räikkönen, o novato ganhou duas posições e vai abrir a corrida no remodelado Autódromo Hermanos Rodríguez em 15º.

Logo após a corrida, em nota publicada pela Sauber, Nasr lamentou a falta de aderência e disse que sofreu muito, sobretudo na entrada das curvas. “Foi uma classificação difícil para mim. No geral, estava lutando com o baixo nível de aderência. Na minha segunda volta no Q1, não tive aderência suficiente na traseira, então escorreguei muito na entrava das curvas. Temos de entender as razões disso”, descreveu o piloto.

Nasr espera melhor sorte para o domingo no lotado Autódromo Hermanos Rodríguez (Foto: Getty Images)

A esperança de Felipe está em um desempenho melhor na corrida. “Largar desta posição não é o satisfatório. Entretanto, será uma longa corrida amanhã, e vou fazer meu melhor para ganhar posições”, declarou o brasileiro.

Ainda que tenha sido superado por Ericsson no Q1 por quase 0s5, no fim das contas, os dois pilotos da Sauber vão largar bem próximos no México, já que o sueco parte da 14ª colocação. Mas a expectativa de Monisha Kaltenborn, chefa do time de Hinwil, é que, diferente do que aconteceu no GP dos Estados Unidos, os dois pilotos não se encontrem e tenham uma corrida normal.

A largada para o GP do México será dada amanhã às 17h (de Brasília), e o GRANDE PRÊMIO acompanha a prova AO VIVO e em TEMPO REAL.

VIU ESSA? HAMILTON SOBE NO RINGUE E VIRA LUTADOR NO MÉXICO

determinarTipoPlayer(“15660050”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube