Em ‘novo normal’, Mercedes volta à pista em teste com Bottas em Silverstone

A Mercedes novamente largou na frente na Fórmula 1. Desta vez, para proporcionar aos seus pilotos a chance de guiar novamente um carro de F1 pouco mais de três meses depois da pré-temporada. Seguindo os protocolos para evitar o contágio pelo novo coronavírus, a equipe colocou Valtteri Bottas na pista de Silverstone nesta terça-feira (9)

Depois de pouco mais de três meses, ou 102 dias depois, a Fórmula 1 voltou a acelerar, mesmo ainda de maneira não-oficial. A Mercedes iniciou a programação preparada para que seus pilotos, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, retomassem o ritmo de pilotagem e, nesta terça-feira (9), levou o finlandês para a pista de Silverstone a bordo do W09, carro utilizado pela equipe na vitoriosa temporada de 2018. A única diferença no modelo, além da pintura atualizada, foi a instalação do halo.

Mas a maior diferença foi vista mesmo nos trabalhos da equipe ao preparar o carro para Bottas acelerar. Neste ‘novo normal’ que se desenha na esteira da pandemia do novo coronavírus, não apenas o piloto, mas todos os funcionários envolvidos nos trabalhos nos boxes estavam com máscara e luvas, seguindo o protocolo determinado para evitar o contágio e a propagação da Covid-19.

Valtteri Bottas deixa os boxes da Mercedes em Silverstone (Vídeo: Mercedes)

De acordo com o regulamento da Fórmula 1, as equipes não podem realizar testes particulares com os carros da temporada corrente, mas têm permissão de usar modelos de qualquer um dos três anos imediatamente anteriores à temporada passada. Por isso, a opção pelo uso do carro de 2018.

Bottas, aliás, foi o último piloto da Mercedes a guiar antes da paralisação forçada em razão da pandemia. Nos testes de pré-temporada, em Barcelona, o nórdico liderou a tabela de tempos a bordo do novo W11 e cravou 1min15s732, mostrando o poderio do carro prateado no desfecho dos trabalhos antes do embarque para o GP da Austrália, que foi cancelado.

Em entrevista à emissora Sky Sports, Toto Wolff, chefe da Mercedes, demonstrou felicidade com a retomada dos trabalhos visando a abertura do campeonato. “Pelo menos nós sabemos que vamos voltar a correr nos próximos meses. É um calendário europeu sólido, e todo mundo em Brackley e Brixworth está feliz porque finalmente vamos voltar à pista. Amamos competir e sentimos falta disso”.

Toto Wolff também aderiu aos novos protocolos da F1 (Foto: Mercedes)

“É um desafio. Todos nós sabemos o que é isso, mas acho que devemos dar aos nossos fãs as corridas e um bom espetáculo. Claro, vai ser bem pesado para todos nós fazendo três corridas em série sem poder voltar para casa, mas faz parte dessas circunstâncias especiais”, explicou.

O dirigente austríaco lembrou que há pouco tempo para trabalhar na melhoria do W11 antes do começo da temporada, mas não descarta algum pacote de atualização para julho. “O tempo é muito limitado para trabalhar nos carros. Mal tivemos cinco semanas para poder fazer algo. Claro, vamos tentar melhorar. Talvez levar uma atualização que seria, de qualquer maneira, planejada para algum momento no ano”.

Valtteri Bottas a bordo do Mercedes W09 nesta terça-feira em Silverstone (Foto: Mercedes)

Wolff não escondeu, no entanto, a alegria e a ansiedade para voltar ao ritmo de trabalho normal depois de meses tão atípicos.

“Quando fomos correr na Austrália, não estava tão ansioso porque tive seis temporadas tão intensas, lutando por títulos, então a exaustão mental ainda estava lá. Quando tudo isso foi cancelado, obviamente não sabíamos o que iria acontecer. Então estou bem feliz agora porque estamos com muita vontade, e estou muito ansioso para voltar a correr”, disse.

https://www.grandepremio.com.br/galeria/as-imagens-do-teste-da-mercedes-com-hamilton-e-bottas-em-silverstone/#387941

“De certa forma, infelizmente, não vai haver muitos fãs e nem muita imprensa, mas isso vai ser reduzido àquilo que eu mais gosto, que é a competição em si”, finalizou.

Depois do dia de testes dedicado ao finlandês, a quarta-feira vai ser toda de Lewis Hamilton, que vai se reencontrar com o carro com o qual conquistou o pentacampeonato mundial e retomar um pouco do ritmo antes do começo da temporada 2020 da Fórmula 1, marcado para 5 de julho com a disputa do GP da Áustria, no Red Bull Ring.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube