Fórmula 1 estende contrato e garante GP do Japão em Suzuka até temporada 2029

Palco de inúmeras decisões de título na F1, o circuito de Suzuka será a casa do GP do Japão ao menos até 2029. A extensão de contrato foi anunciada nesta sexta-feira (2)

Um dos circuitos mais tradicionais e palco de inúmeras disputas de título da Fórmula 1 ao longo da história, Suzuka garantiu permanência no calendário da categoria por mais cinco anos para receber o GP do Japão. A renovação de contrato foi anunciada na manhã desta sexta-feira (2).

A pista japonesa é uma das preferidas dos pilotos, por mais que o traçado seja demasiado estreito comparado ao de outras praças — característica que fica ainda mais evidência por conta dos carros atuais, que são bem maiores. Ainda assim, é uma pista de alta velocidade que oferece curvas desafiadoras, como a combinação em S e a famosa 130R — que possui essa nomenclatura por conta do raio de 130 m, que pode ser feito em aceleração plena.

Outro fator que faz de Suzuka único é o desenho em oito, com o ponto de interseção onde os pilotos passam tanto por uma ponte quanto por um túnel. Stefano Domenicali, CEO da F1, destacou que a pista “é parte da estrutura do esporte”. “Estou muito satisfeito pela F1 continuar correndo lá ao menos até 2029.”

Para este ano, no entanto, há uma mudança considerável: o GP do Japão, que já chegou a encerrar campeonatos da F1 no passado, será realizado em abril, entre os GPs da Austrália e da China. A atitude é parte do esforço da categoria em melhorar a logística e diminuir o impacto da emissão de carbono com as longas viagens.

Palco do GP do Japão, Suzuka recebe a F1 em abril este ano (Foto: Philip Fong/AFP)

“Enquanto nos preparamos para voltar ao Japão este ano mais cedo do que o normal, gostaria de expressar minha enorme gratidão ao promotor e à equipe da Honda MobilityLand por apoiarem nosso esforço em buscar uma maior racionalização do calendário, à medida que procuramos tornar o esporte mais sustentável”, acrescentou Domenicali, ressaltando que os fãs japoneses “abraçam a Fórmula 1 com uma paixão única”.

Tsuyoshi Saito, presidente e diretor representativo da Honda Mobilityland Corporation, responsável pela administração do circuito, retribuiu o agradecimento do chefe da F1 e reforçou que o objetivo “é criar um futuro sustentável”.

“Agora estamos nos preparando para receber muitos fãs no GP do Japão de 2024 em abril, a primeira vez que o evento será realizado na primavera. Vamos continuar trabalhando em conjunto com as comunidades locais e agências governamentais, incluindo a província de Mie e a cidade de Suzuka, para que Suzuka continue sendo amada pelos fãs de todo o mundo, além de contribuir para a prosperidade da cultura do automobilismo e do desenvolvimento industrial”, encerrou.

Ano passado, 222 mil pessoas compareceram ao circuito de Suzuka durante o fim de semana da F1, mais que o número registrado em 2022, que foi 200 mil.

A Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.