Gasly reconhece começo ruim na Red Bull, mas garante: “Posso ser tão veloz quanto Verstappen”

Pierre Gasly não teve um início dos sonhos na Red Bull, mas mantém a confiança elevada e crê que, adaptado, consegue superar Max Verstappen

Pierre Gasly é um dos nomes da nova geração da F1. Campeão da F2, o francês impressionou pela Toro Rosso e não demorou para receber a oportunidade na Red Bull. No entanto, ainda não teve grandes resultados em 2019 e perde feio no duelo com Max Verstappen. Gasly não se desespera e acredita que pode, sim, ser tão rápido quanto o companheiro de equipe.
 
O jovem francês confirmou que seu primeiro desafio vem mesmo no embate com o colega de time e explicou que, se adaptando melhor, pode chegar ao nível que Max está hoje.
Pierre Gasly ainda crê na reação (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Verstappen é um dos mais talentosos do grid, já demonstrou isso. Ele tem cinco anos de F1 e não existe companheiro fácil em equipes grandes. Lewis, Charles, Bottas, Seb, todos são ótimos. Meu objetivo é superá-lo. Sei que sou rápido e conheço meus pontos fortes, como a classificação. Quando estiver confortável, pilotando como quero, acho que posso ser tão veloz quanto ele", disse em entrevista ao jornal espanhol 'AS'.

 
Gasly enumerou as dificuldades que vem tendo em seu início de trabalho no time principal da marca de energéticos e afirmou que, em breve, vai conseguir entregar os resultados que o carro permitir.
 
"Várias razões explicam esse começo. Em Melbourne a gente tinha ritmo, mas uma estratégia ruim na classificação nos deixou atrás. Na China que as coisas foram um pouco mais tranquilas. É um time novo, pessoas novas, até cultura. Preciso de tempo, mas sei que é um período decisivo em meus 23 anos. Sou competitivo, sempre quero mais, mas preciso saber do que o carro é capaz. Se der pra vencer, vou vencer. Se for pódio, vou ao pódio", completou.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube