Russell explica corrida apagada no GP dos Estados Unidos: “Sempre tive dificuldade aqui”

Sabendo que tinha um carro com ritmo competitivo, George Russell reconheceu que não foi capaz de entregar um resultado satisfatório para a Mercedes durante o GP dos Estados Unidos

Depois de fazer uma boa corrida de recuperação no Catar e dar indícios de que tinha recuperado a boa forma do ano passado, George Russell voltou a ter um fim de semana apagado na temporada 2023 da Fórmula 1. Durante o GP dos Estados Unidos, que aconteceu no último domingo (22), o piloto da Mercedes não foi além da sétima posição (que virou quinta após da punição aplicada a Charles Leclerc e Lewis Hamilton), enquanto seu companheiro de equipe teve ritmo para brigar pela vitória. O #63 explicou que a performance discreta se deve às dificuldades que tem com o traçado.

Russell reconhece que tinha carro para brigar por um pódio em Austin. No entanto, começou a corrida muito mal e caiu de quinto para sétimo na largada. Depois, precisou administrar o ritmo para cuidar do consumo de combustível. Para o britânico, a corrida difícil foi um bom resumo do que tem acontecido em sua temporada.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Russell largou em 11º e chegou em oitavo na sprint de Austin (Foto: AFP)

“É um bom resumo da temporada, ao que parece, de oportunidades perdidas. Com o pé atrás desde o início, começando mal. E então colocamos um pneu duro e tivemos de administrar o combustível, tivemos de administrar um pouco o motor. Estávamos em segundo lugar no ritmo, colocamos o pneu médio de volta e fomos o carro mais rápido na pista. Me aproximei de Max [Verstappen] por cerca de 10s e de Lewis por alguns segundos”, admitiu Russell.

O fim de semana em Austin contou com uma corrida sprint, o que consequentemente reduziu o tempo dos testes das equipes. George, no entanto, negou que a falta de performance tenha relação com o formato do fim de semana, e admitiu que o problema está relacionado às características do Circuito das Américas.

“Então, aqui, acho que foi definitivamente mais uma oportunidade perdida e foi frustrante não estarmos no pódio. Tivemos isso [corrida sprint] no último fim de semana e foi um dos meus finais de semana mais fortes. Para ser justo, Austin sempre foi estranho para mim. Sempre tive um pouco de dificuldade aqui”, finalizou.

Fórmula 1 retorna já no próximo fim de semana, com o GP da Cidade do México, no autódromo Hermanos Rodríguez, para a 19ª etapa da temporada 2023.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.