GP Recomenda: cinco motivos para não se perder o GP da Malásia, 15ª etapa da temporada 2017 da F1

A temporada entra na sua reta final com a realização de mais uma etapa no continente asiático. A Malásia recebe a F1 pela 19ª e última vez neste fim de semana com a previsão de muita chuva em Sepang, sobretudo no domingo, com o percentual chegando aos 80%. Promessa de mais uma batalha imprevisível em meio ao confronto direto entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel

1) TUDO OU NADA PARA VETTEL
 

Sebastian Vettel ostenta um histórico de respeito em Sepang. O alemão já venceu o GP da Malásia em quatro oportunidades, sendo que a última delas foi especial porque marcou seu primeiro triunfo vestindo as cores da Ferrari, na segunda etapa de 2015. Agora, quase três anos depois, Seb tem pela frente uma corrida crucial para suas pretensões de chegar ao pentacampeonato ainda neste ano. Sua missão é das mais árduas, já que vai ter contra si o favoritismo teórico da Mercedes e de Lewis Hamilton.
 
Mas Vettel aposta em alguns fatores para pelo menos reduzir a vantagem de Hamilton e se manter vivo na briga pelo título. O alemão adotou uma escolha de pneus para o fim de semana bem mais arrojada em relação ao rival no uso sobretudo dos pneus supermacios, os mais rápidos que a Pirelli vai levar para Sepang. Mas a chuva, que sempre costuma aprontar das suas na Malásia, tem boas chances de dar as caras. E aí, a corrida pode virar loteria. 
 
Se a sorte estiver ao seu lado — como não esteve em Singapura —, Vettel vai ganhar algum respiro no último quinto do campeonato para, quem sabe, repetir 2010 e 2012 e reverter um quadro bastante desfavorável para chegar a mais um título na F1.
 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

2) O ACERTO DE CONTAS DE HAMILTON COM SEPANG

 
O filme é recente e ainda está na memória de muitos fãs de Lewis Hamilton e da F1 como um todo. Há quase um ano, o britânico se encaminhava para uma vitória que o deixaria com boas chances de título na batalha contra Nico Rosberg. Mas Sepang foi palco de uma das maiores frustrações da carreira de Hamilton. Nas voltas finais, o motor Mercedes lhe aplicou uma peça e o deixou na mão. A vitória ficou com Daniel Ricciardo, que levou a melhor em uma disputa interna com Max Verstappen. E Nico Rosberg festejou como nunca um terceiro lugar fundamental para a conquista do Mundial, confirmada em Abu Dhabi.
 
A quebra inacreditável gerou certo mal-estar na Mercedes, com Hamilton chegando a alegar quase uma teoria da conspiração dentro da equipe, já que o britânico sofreu com todas as falhas apresentadas pelo motor naquele ano. No fim das contas, não houve muito o que fazer, mas a derrota em Sepang fez de Lewis um piloto mais forte e capaz de evitar todo tipo de erro, mas sem deixar de andar no limite sempre que possível.
Um ano após perder o tetra em Sepang, Hamilton tem a chance de arrancar de vez para o título (Foto: Twitter)
Neste fim de semana, Hamilton volta a Sepang. Desta vez, ciente de que é ele quem tem de administrar a vantagem para Vettel, comprovar o favoritismo na pista e vencer pela oitava vez na temporada. Lewis, que tem tudo para faturar sua 70ª pole na carreira neste fim de semana, tem apenas um triunfo na Malásia, conquistado em 2014, seu segundo pela Mercedes. Mas se serve de inspiração para deixar de vez a zica do ano passado para trás, a vitória no começo daquele ano marcou a arrancada para seu bicampeonato. Uma nova vitória pavimentaria ainda mais seu caminho rumo ao tetra.
 
 
3) CHOVE, CHUVA… CHOVE SEM PARAR…
 
A localização geográfica da Malásia, bem próxima à linha do Equador, sugere um clima muito parecido com o do Norte do Brasil: muito quente, abafado e com chuva quase diária. É nesse cenário, muito exigente fisicamente para os pilotos, que a F1 vai realizar mais uma etapa neste fim de semana. Com a certeza de que, em pelo menos um dos dias a chuva vai chegar para bagunçar e tornar ainda mais difícil o trabalho dos competidores.
 
Sepang é exemplo de caos. Em 2009, por exemplo, o temporal sequer impediu o desfecho da corrida, que teve a vitória de Jenson Button, então na Brawn. No ano em que Lewis Hamilton venceu com a Mercedes, em 2014, a chuva atrasou em 50 minutos a realização do treino classificatório, que teve o britânico na pole.
Previsão de calor, mas também de tempo fechado para o fim de semana na Malásia (Foto: Williams)
Para sexta-feira e sábado, o site especializado ‘Accuweather’ indica chances de tempestade durante a tarde e sensação térmica que pode passar dos 40ºC. Já a previsão do tempo para domingo indica até 80% de chance de chuva. Ou seja, para usar o bom e velho clichê, tudo pode acontecer na Malásia neste fim de semana. Sobretudo se o temporal chegar.
 
 
4) EM BUSCA DO TOP-5
 
Uma das disputas que mais chama a atenção na F1 em 2017 diz respeito à busca pelo quinto lugar no Mundial de Construtores. Com a Force India isolada no quarto posto, sem ameaçar a Red Bull e tampouco sem ser ameaçada pelas outras, a Williams surge como a natural candidata a fechar o top-5. Contudo, o crescimento da Toro Rosso e, sobretudo, da Renault nas últimas etapas faz com que a vida da equipe de Lance Stroll e Felipe Massa não seja nada fácil.
 
Com 37 pontos, a Haas, oitava colocada, parece estar mesmo alijada da disputa, brigando por um ponto aqui e ali, mas não mais que isso. A Renault aposta suas fichas na entrega de um novo motor para Nico Hülkenberg depois do revés sofrido em Singapura e tem em seu favor também a boa fase (porém tardia) de Jolyon Palmer, que faturou seu melhor resultado em Marina Bay.
Em franca ascensão, a Renault de Hülkenberg se põe na luta pelo top-5 do Mundial de Construtores (Foto: AFP)
A Toro Rosso também conta com um Carlos Sainz ultramotivado com a ida para a Renault no ano que vem. O espanhol, no entanto, quer deixar a equipe italiana em grande estilo e fazer o que o apagadíssimo Daniil Kvyat não vem fazendo até agora em uma temporada de fiasco para o russo. 
 
A Williams conta com a força do motor Mercedes e tem um carro que se adequa melhor ao traçado seletivo de Sepang. Massa quer muito reagir e mostrar à equipe que ainda pode ser muito útil, enquanto Stroll já sonha em superar o brasileiro no Mundial de Pilotos.
 
A briga, portanto, promete ser das mais acirradas durante todo o fim de semana.
 
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

5) COMANDO DA MADRUGADA

 
Tem gente que não gosta, é verdade, mas as corridas na madrugada sempre têm seu charme. Seja para quem vai curtir a noite e antecipa a volta para assistir aos GPs ou para quem põe o celular para despertar pouco antes da largada. Vai ser assim não apenas neste fim de semana, mas também no próximo, quando acontece o GP do Japão.
 
Sendo assim, anote na sua agenda. O treino classificatório está marcado para o próximo sábado, às 6h (horário de Brasília). Já a corrida tem largada prevista para 4h da madrugada, já no domingo. Por todos os motivos listados acima, vale a pena acordar mais cedo ou esticar a noite para curtir o que promete ser mais uma prova empolgante da temporada. Com ou sem chuva.
’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube