Hamilton diz que vai ler regulamento para se proteger de punições: “Não vamos dar motivo”

Lewis Hamilton afirmou que vai analisar o regulamento para achar áreas passíveis de punição pela FIA. Apesar de líder do Mundial, sofreu três sanções durante a temporada

A punição que praticamente tirou a vitória de Lewis Hamilton no GP da Rússia segue dando o que falar. Em entrevista ao site da revista inglesa Autosport, o hexacampeão citou que vai ler o regulamento com cuidado para evitar novas sanções.

Pole em Sóchi, Hamilton recebeu uma punição de 10 segundos por treinar largada em local proibido ainda na volta de instalação ao grid. O piloto fechou a corrida apenas em terceiro, impedido de igualar o recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher. O companheiro de equipe Valtteri Bottas saiu com o triunfo, seguido por Max Verstappen, da Red Bull.

“Acho que vamos olhar o regulamento e analisar áreas onde eles podem criar regras, áreas com punições que jamais foram dadas. Vamos tentar cobrir todas que eles têm, ter certeza que vamos nos proteger e que estaremos cientes”, declarou o líder do Mundial.

FÓRMULA 1; LEWIS HAMILTON; SÓCHI; GP DA RÚSSIA;
Lewis Hamilton foi terceiro em Sóchi, após ser punido (Foto: LAT Images/Mercedes)

Apesar das críticas assim que saiu do carro, Hamilton foi ao Instagram para afirmar que “nem sempre acerta em face da diversidade”. A punição em Sóchi foi a terceira na temporada do inglês, que também sofreu sanções na Áustria e na Itália.

“Não lembro de alguém que foi punido por isso antes, então, vamos seguir trabalhando duro. Passamos por temporadas completas sem punições, temos de ter certeza que não vamos dar motivos, nem mesmo um rastro, para ser capaz de fazer algo”, concluiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube