Hülkenberg vê dia “louco” com molde de banco na madrugada, mas diz: “Valeu a pena”

Nico Hülkenberg passou por uma correria grande para ficar pronto para substituir Sergio Pérez já nos treinos livres de sexta-feira em Silverstone, mas saiu contente do carro após dois top-10

Nico Hülkenberg foi o escolhido pela Racing Point para substituir Sergio Pérez, que testou positivo para coronavírus nesta quinta-feira (30). Assim, o alemão encarou uma verdadeira correria, voando imediatamente para a Inglaterra, virando a madrugada moldando banco para, no fim, fechar os primeiros treinos livres em nono e em sétimo. Segundo Hülkenberg, todo esforço já valeu a pena.

Fora do grid de 2020 após ser trocado por Esteban Ocon na Renault, o piloto de 32 anos recebeu o chamado da Racing Point na tarde de ontem, correu para arrumar suas coisas, embarcou rapidamente e, pouco depois, já estava em Silverstone para se preparar para o final de semana. Molde de banco, 45 minutos de simulador e um macacão emprestado por Lance Stroll, que liderou o TL2, foram algumas das adaptações necessárias para Hülk, que saiu agradecido pela oportunidade.

“Foram 24 horas especiais, loucas e movimentadas. Eram 16h30 ontem quando me ligaram, peguei um avião e aí fiquei fazendo molde do banco até 2h da manhã. Aí deu 8h e eu já estava no simulador por quase 1 hora com o pessoal me ajudando na preparação. Foi uma noite curta, mas que valeu a pena”, disse à emissora britânica Sky Sports.

Afastado desde dezembro, Nico Hülkenberg voltou a entrar no cockpit de um F1 (Foto: Racing Point)

Nico teme sentir fisicamente os impactos de sentar no carro direto para as sessões oficiais, sem testes anteriores, mas garante que vai encarar o desafio. Hülk, aliás, segue em busca do primeiro pódio da carreira na F1.

“A equipe se esforçou muito, quero agradecer ao pessoal do turno da noite que fez um trabalho incrível para me colocar no carro de uma forma confortável e também fazer um agradecimento para a FIA que conseguiu agilizar a questão da superlicença. Foi bem especial. Conseguimos fazer o planejado nos treinos livres, anotamos algumas voltas. Já fui para a água gelada, tenho certeza que meu corpo vai sentir os impactos amanhã e depois. É um grande desafio, mas estou pronto”, completou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Inglaterra, quarta etapa da temporada 2020 da Fórmula 1.

Paddockast #72 | OS CARROS MAIS DOMINANTES DA HISTÓRIA DA F1
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube