Villeneuve vê “boa final” da F1 2021 e diz: “Hamilton precisa voltar e ser agressivo”

Jacques Villeneuve, ex-piloto e campeão da Fórmula 1 em 1997, vê a final em Abu Dhabi como algo "bom para o esporte" e reitera que Lewis Hamilton precisa seguir na F1 para lutar pelo seu oitavo título mundial

O QUE F1 RESERVA COM REVOLUÇÃO NAS REGRAS DE 2022?

A final da Fórmula 1 2021 em Abu Dhabi ainda é assunto muito quente. Além da investigação da FIA (Federação Internacional do Automobilismo) sobre as decisões polêmicas do então diretor de provas, Michael Masique, por sua vez, teve seu nome retirado dos documentos oficiais da entidade —, também se fala muito sobre o futuro de Lewis Hamilton na categoria, que não aparece nas redes sociais desde o dia 11 de dezembro de 2021 e, segundo Toto Wolff, tem ainda como incerta a decisão de seguir ou não na F1.

Para Jacques Villeneuve, ex-piloto e campeão mundial de 1997, embora as discussões ainda aconteçam, de toda a forma, a etapa final no circuito de Yas Marina foi “boa para o esporte”. Segundo ele, Hamilton tem agora muitos motivos para permanecer na F1 e lutar pelo título de 2022.

“É bom para o esporte de qualquer maneira, porque Lewis agora tem que voltar, tentar garantir seu oitavo título e ser agressivo para tentar vencê-lo [Max Verstappen]”, disse Villeneuve. “Em última análise, foram faladas muitas coisas nos jornais. Foi um pouco controverso, mas sempre é quando estamos falando sobre a última corrida da temporada”, acrescentou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; GP DE ABU DHABI;
FIA já revelou o cronograma da investigação sobre o GP de Abu Dhabi 2021 (Foto: Clive Rose/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram
FIA anuncia passo a passo da investigação sobre GP de Abu Dhabi e já cita ‘novo Masi’

Em relação à polêmica, Villeneuve fala por experiência própria. Afinal, ele conquistou seu único título num dramático GP da Europa, em Jerez de la Frontera, na Espanha. Quando tentou ultrapassar o rival Michael Schumacher pela liderança da corrida, viu o ferrarista intencionalmente bater em sua Williams e parar na caixa de brita. O alemão foi desclassificado. Já o canadense terminou a prova na terceira posição e, assim, sagrou-se campeão mundial.

Por isso, por mais controversa que tenha sido a reta final do campeonato da F1 2021, o ex-piloto espera que o heptacampeão irá retornar, ainda que não dê certezas.

“Ninguém esperava que [Nico] Rosberg não iria voltar e, de repente, ele acordou numa manhã e disse a todos que na verdade não era apaixonado por corridas. Esse não parece ser o caso de Lewis, mas quem sabe?”, continuou.

“É quase impossível saber o que está acontecendo na cabeça das pessoas quando a temporada é muito longa, você acredita que sabe onde vai acabar e, quando não sai como você espera, você sente que foi tirado de você. Acho que a reação é bastante negativa. Mas você só tem que começar de novo”, concluiu ele.

CAIU MICHAEL MASI. E AGORA, HAMILTON CORRE NA F1 2022?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar