Lenda da narração da Fórmula 1 na Inglaterra, Murray Walker morre aos 97 anos

Dono de uma das vozes mais famosas do mundo do esporte a motor, o lendário narrador Murray Walker morreu na manhã deste sábado (13), na Inglaterra. O anúncio foi feito pelo Clube dos Pilotos Britânicos, ao qual Walker era afiliado. Ele tinha 97 anos de idade

Red Bull na frente e Mercedes com problemas: como foi o primeiro dia de pré-temporada da F1 (Vídeo: GP Notícias)

Lenda da narração na Fórmula 1, o inglês Murray Walker morreu neste sábado (13), aos 97 anos de idade. A notícia foi confirmada pelo British Racing Driver’s Club, no qual Murray era membro, e não teve a causa divulgada.

Walker iniciou a carreira como locutor esportivo pelo rádio antes mesmo da criação do Mundial de Fórmula 1. Passou a trabalhar na rede de televisão BBC nos anos 1970, ganhando espaço ocasional até se tornar titular das transmissões em 1978.

Murray Walker, uma das vozes mais conhecidas da Fórmula 1 (Foto: F1)

“É com grande tristeza que compartilhamos a notícia do falecimento de nosso membro Murray Walker. Um amigo, uma lenda do esporte a motor, o narrador favorito do país e dono de um sorriso contagiante. Sentiremos sua falta, sua marca e sua voz estará eternamente no esporte a motor e em nossos corações.

Agradecemos Murray por tudo que fez em nossa comunidade. Estamos enviando nosso amor e pensamentos para a família e amigos de Murray neste momento difícil. Descanse em paz, nosso amigo”, divulgou o BRDC em comunicado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre os lançamentos dos carros da F1 2021

Como narrador da Fórmula 1, fez uma marcante dupla de comentários com o campeão mundial James Hunt. Walker chamava a atenção pelas descrições animadas das ações na pista, enquanto Hunt trazia o olhar mais técnico do esporte a motor. Após a morte de James, em 1993, passou a fazer dupla com Jonathan Palmer.

Em 1994, se transferiu para a ITV, que virou a nova detentora dos direitos de transmissão da Fórmula 1 na Inglaterra, e em 1997 passou a fazer outra dupla icônica de comentários, agora com Martin Brundle. Se manteve como titular até anunciar aposentadoria da narração em dezembro de 2000. Sua última corrida como narrador oficial foi o GP dos Estados Unidos de 2001.

Murray também foi agraciado com a Excelentíssima Ordem do Império Britânico pelas suas contribuições ao esporte a motor e ao mundo das narrações.

Murray Walker fez história ao narrar os principais acontecimentos da F1 (Foto: Reprodução)

O mundo do esporte reverencia Murray Walker

O mundo do esporte a motor já repercute a notícia da morte de Walker. A Fórmula 1 usou as redes sociais para prestar a primeira homenagem. “Sua paixão e amor pelo esporte inspiraram milhões de fãs pelo mundo todo. Ele será sempre parte de nossa história e vai fazer muita falta”, disse o post da maior das categorias do esporte a motor.

A equipe McLaren também reverenciou o narrador. “Como milhões de fãs da F1, todos nós na McLaren estamos profundamente tristes com a morte de Murray Walker. Ele trouxe gerações ao nosso esporte dividindo sua paixão e conhecimento com humor e humildade. Nossos pensamentos estão com todos aqueles que tiveram a sorte de conhecê-lo.”

A também inglesa Williams lembrou do carisma do locutor. “Estamos realmente muito tristes com a morte de Murray Walker. Murray foi a voz a F1 para muitos e forneceu comentários inesquecíveis de muitos de nosso time nos momentos mais icônicos. Sua paixão pelo esporte era contagiante, e ele nunca falhou ao fazer as pessoas sorrirem. Nossos pensamentos estão com sua família e amigos neste momento difícil. Vamos sentir sua falta, Murray, e só poderíamos terminar com um dos seus comentários mais lendários. E nós temos de parar. Porque temos um nó na garanta”, afirmou.

A Haas foi outra a lembrar o britânico e disse que “a voz do nosso esporte por muitos anos. Estamos muito tristes ao saber da morte do grande Murray Walker. Sentiremos sua falta, Murray”.

Enquanto isso, a MotoGP escreveu que “uma paixão e um entusiasmo incomparáveis e uma voz que sempre será sinônimo de automobilismo. Um dos melhores que já pegaram um microfone. Descanse em paz, Murray, você fará muita falta”.


GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube