Hamilton testa negativo para Covid-19 e reassume Mercedes no GP de Abu Dhabi

Lewis Hamilton está curado da Covid-19 e já deixou o isolamento no Bahrein para correr em Abu Dhabi. O piloto da Mercedes fazia corrida contra o relógio para não perder o fim da temporada

Lewis Hamilton retorna ao grid da Fórmula 1 após uma semana de ausência: a categoria anunciou nesta quinta-feira (10) um teste negativo do britânico para Covid-19. Curado, resta apenas ao heptacampeão cumprir formalidades antes de reassumir o W11 no GP de Abu Dhabi deste fim de semana.

“A FIA, a F1 e a Mercedes confirmam que hoje Lewis Hamilton teve testes negativos para Covid-19”, apontou comunicado. “Ele completou dez dias de quarentena no Bahrein e ficou livre para deixar o país, seguindo as leis das autoridades sanitárias locais. Lewis já chegou a Abu Dhabi após a confirmação das autoridades de que ele poderia ir e, após quarentena, teve mais um teste negativo. Os protocolos da FIA para covid-19 seguem os mesmos. O teste negativo é necessário para dar acesso ao paddock da F1 e um outro não mais de 24 horas depois da chegada é necessário. Lewis, agora tendo testado negativo no Bahrein e em Abu Dhabi, tem acesso garantido ao paddock”, seguiu.

Lewis Hamilton voltou à Fórmula 1 após se recuperar da Covid-19 (Foto: AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A confirmação significa também o retorno de George Russell à Williams após passagem relâmpago pela Mercedes em Sakhir. Por tabela, Jack Aitken fica fora do grid após estreia na semana passada.

No último dia 1, a Mercedes anunciou que Hamilton tinha dado positivo para Covid-19 em um teste feito as vésperas do GP de Sakhir. Campeão antecipado de 2020, o piloto de 35 anos passou a cumprir isolamento e foi só no último dia 8 que se manifestou nas redes sociais para falar do processo de recuperação.

Na ocasião, Lewis relatou que já tinha voltado a se exercitar e estava ansioso por poder correr em Yas Marina.

“Olá, pessoal, espero que vocês estejam bem. Sei que estive ausente nesta última semana, mas foi uma das mais difíceis que já tive na vida, apenas focando em me recuperar e ficar em forma para voltar ao carro na corrida final em Abu Dhabi”, afirmou.

“Hoje acordei me sentindo bem, consegui me exercitar, mas quero mandar uma mensagem para vocês de que estou bem e agradecer cada um que me mandou incríveis mensagens e vídeos, eu fiquei muito feliz. Espero que, onde estejam, vocês estejam positivos e enfrentando o que estiverem passando. Espero que possa voltar ao carro em breve e estou enviando amor para vocês”, completou o britânico.

O retorno, porém, não era tão simples, já que cada país adotou medidas sanitárias próprias para lidar com a pandemia. Para deixar o Bahrein em direção a Abu Dhabi, Lewis precisou da concordância do governo local. As autoridades do país de destino, então, também tiveram de liberar a entrada do heptacampeão da F1.

George Russell volta para a Williams em Abu Dhabi (Foto: Mercedes)

Hamilton, contudo, tinha de cumprir 24 horas em isolamento em Abu Dhabi. Ou seja, tinha de deixar o Bahrein no máximo na manhã de sexta-feira, uma vez que, pelo regulamento da Fórmula 1, precisa participar de ao menos um treino para poder participar da corrida.

Na semana passada, George Russell assumiu o W11 ao lado de Valtteri Bottas. O piloto originalmente da Williams chegou perto de vencer pela primeira vez no Mundial, mas acabou impedido por uma série de trapalhadas da equipe comandada por Toto Wolff.

LEIA TAMBÉM
Entre ascensão, queda e recomeço, Pérez coroa carreira persistente com vitória histórica
Revés no GP de Sakhir deixa claro: falta cacife para Bottas ser um piloto de ponta real
Checo Pérez x Hermanos Rodríguez: quem foi o melhor mexicano na Fórmula 1?

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar