Nasr destaca estratégia como chave em “corrida intensa” na Rússia: “São esses resultados que importam”

Muito feliz depois de ter conquistado um grande sexto lugar no GP da Rússia no último domingo, Felipe Nasr destacou a importância da estratégia em Sóchi. O novato brasileiro foi o último a fazer sua parada, aproveitando o bom desempenho dos seus pneus durante o stint final

Felipe Nasr ainda comemora o grande sexto lugar no GP da Rússia, disputado no último domingo (11), no circuito do Parque Olímpico de Sóchi. Sétimo lugar na prova, o novato brasileiro ganhou uma posição em razão da punição imposta a Kimi Räikkönen e logrou seu segundo melhor resultado no ano, só inferior ao quinto lugar em sua prova de estreia, o GP da Austrália, em março. Na visão do brasileiro, a estratégia foi a chave para coloca-lo novamente de volta aos pontos no Mundial de F1.

“Estou tão feliz por ter o que dizer, há tempos não estava tão acima”, vibrou o brasileiro, que ficou surpreso com o desempenho do seu carro com os pneus, sobretudo os supermacios, com os quais largou e fez seu primeiro stint de prova. A Sauber esticou esse primeiro trecho do brasileiro na pista e só o chamou para fazer sua parada obrigatória na volta 34, sendo o último a fazê-lo.

Nasr destacou que o 12º lugar no grid em Sóchi foi algo positivo (Foto: AP)

“Fiquei surpreso por ver o quão rápido era o carro, sobretudo com os supermacios. Conseguimos avançar rapidamente e o tempo era cada vez mais e mais rápido. A equipe fez uma estratégia fantástica, e me alegro por ter conseguido somar bons pontos para a equipe”, vibrou o piloto de 23 anos.

“Acredito que foi uma corrida intensa, desde o começo até o fim. A gente acelera o tempo todo porque temos uma forma bem peculiar de fazer funcionar os pneus aqui, e acredito que os carros vão ao máximo também, fazendo forçar mais os freios e tudo mais, como o motor. É uma pista em que é possível ultrapassar”, detalhou Nasr, satisfeito também por ter enfrentado uma corrida favorável até mesmo do ponto de vista da sorte.

Diferente de Nasr, seu companheiro de equipe, Marcus Ericsson, se envolveu em um acidente ainda na primeira volta e abandonou. Mas Felipe, ao contrário, não teve qualquer tipo de problema e, com uma corrida limpa, alcançou mais um bom resultado em 2015.

“Fico feliz porque a corrida também foi um pouco favorável a nós, de modo que eu tenho de ficar satisfeito. Foi difícil, lutando para conseguir aumentar a velocidade do carro e, finalmente, conseguimos fazê-lo neste fim de semana”, comemorou o piloto da Sauber, que dedicou o resultado aos funcionários do time suíço.

“É importante para todos os membros da equipe, vai lhes dar mais motivação. Tenho certeza de que eles estão trabalhando duro no carro de 2016. Também para mim, são esses resultados os que importam”, finalizou Nasr, dono de 25 pontos conquistados na temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube