Rosberg avalia que sobrenome vai tornar estreia de Schumacher “dez vezes mais difícil”

Nico Rosberg e Mick Schumacher tem algo em comum: os dois são filhos de campeões da Fórmula 1. Por experiência própria, o ex-piloto pediu que o novato tenha a cabeça no lugar em 2021

A Fórmula 1 divulgou uma simulação de volta no mais novo circuito de rua da Fórmula 1 (Vídeo: Fórmula 1)

Mick Schumacher é apenas um estreante de 21 anos no grid da Fórmula 1, mas já atrai holofotes e cria expectativas antes mesmo da primeira corrida de 2021. Tudo pelo sobrenome, tornado famoso pelo pai Michael Schumacher. O compatriota Nico Rosberg aproveitou e deixou um recado: o pupilo precisa ficar atento, porque a fama e as comparações vão tornar o começo da jornada na F1 “dez vezes mais difícil”.

Nico sabe bem do que fala, sendo filho de Keke Rosberg, campeão da F1 em 1982. O alemão começou a passagem pela F1 de forma apagada em 2006, mas foi evoluindo lentamente até se tornar campeão em 2016.

“Não é fácil ser ‘o filho dele’”, disse Rosberg. “Com o Mick, é dez vezes mais difícil porque a época do Michael não foi tanto tempo atrás, e ele teve ainda mais sucesso. A atenção da imprensa vai ser enorme, em um primeiro momento talvez até maior que a ao redor do Hamilton. Espero que o Mick consiga deixar isso de lado e focar no seu trabalho. Caso contrário, perde toda a diversão”, seguiu.

Mick Schumacher leva o sobrenome eternizado pelo pai de volta à F1 (Foto: Haas)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“A imprensa não vai dar tempo [para impressionar], mas essas coisas exigem tempo e paciência. Afinal, eu tive que esperar sete anos para vencer minha primeira corrida e 11 anos para vencer o título. É preciso ter isso em mente ao avaliar o Mick esse ano”, destacou.

Além do sobrenome famoso, Mick cria expectativas pelos seus próprios resultados. O alemão foi campeão da F3 em 2018 e da F2 em 2020, gabaritando a escalada até a F1. O piloto faz parte da Academia da Ferrari desde 2016 e, com esse vínculo, conseguiu acordo para pilotar pela Haas em 2021. O companheiro é Nikita Mazepin, também vindo da F2.

A temporada da F1 começa já no dia 28 de março, no próximo fim de semana. A corrida inaugural é o GP do Bahrein, em Sakhir.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube