Por que Alonso foi aceito em teste de novatos e Sainz, vetado? Diretor de provas explica

A liberação de Fernando Alonso para o teste de novatos em Abu Dhabi, na próxima semana, irritou algumas equipes. Michael Masi, diretor de provas da FIA, decidiu então explicar o motivo do espanhol correr enquanto outros pilotos vão apenas acompanhar de fora

Após dois anos ausente do grid da Fórmula 1, Fernando Alonso retorna à categoria na próxima temporada pela Renault — que vai se chamar Alpine a partir de 2021. E vai experimentar um carro atual no teste de pós-temporada, em Abu Dhabi, na próxima semana, um privilégio que outros pilotos igualmente rodados do grid não vão ter.

O teste de pós-temporada costuma reunir pilotos que nunca competiram ou que não fizeram mais de duas corridas na F1. Por isso, as equipes geralmente chamam novatos para participar. Alonso, porém, entrou de penetra neste dano com aprovação da Federação Internacional de Automobilismo, mesmo com mais de 300 GPs na carreira.

Questionado pelo site RaceFans, Michael Masi, diretor de provas da FIA explicou a liberação do bicampeão mundial enquanto pilotos como Carlos Sainz, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo não vão ganhar a oportunidade de testar com suas novas equipes para o próximo ano.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Alonso já testou em Abu Dhabi neste ano, com o modelo de 2018 da Renault (Foto: Renault)

“Para pilotos com mais de duas corridas de Fórmula 1 na carreira, a aprovação da FIA, será sobre o Artigo 10.5 b) ii) sob avaliação com a condição de que não competiu em nenhuma corrida de F1 durante a temporada 2020”, disse Masi, citando o regulamento.

Com isso, outras equipes podem colocar pilotos experientes no teste em Yas Marina, como Red Bull e Mercedes, com Sébastien Buemi e Stoffel Vandoorne, respectivamente.

Alonso já andou na pista de Abu Dhabi recentemente, mas com o carro de 2018, seguindo as regras de realizar mais de 300 km de testes apenas com bólidos de dois ou mais anos de atraso. O espanhol também andou em teste privado no Bahrein com a Renault após o anúncio oficial.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube