Pronto para liderar AlphaTauri, Gasly está no melhor lugar para provar de vez seu valor

Pierre Gasly cresceu enormemente desde a dispensa da Red Bull. O francês encontrou forças para dar a volta por cima, venceu e conquistou toda uma equipe para si. À frente da Alpha Tauri, o jovem tem enfim a chance de brilhar de verdade

Poucas vezes se viu no duro programa da Red Bull alguém se recuperar tão plenamente de um revés. Pierre Gasly renasceu após o rebaixamento de 2019 e encontrou seu espaço no grid da Fórmula 1. Ainda na temporada em que foi preterido na equipe principal dos energéticos, o francês mostrou força mental e muito trabalho. O sensacional pódio no GP do Brasil funcionou não só como uma redenção, mas uma prova de que estava do lado correto da história. A AlphaTauri apostou nisso e se deu bem. E agora tem tudo que é preciso para melhorar a sétima posição de 2020.  

A esquadra italiana apresentou o carro com que pretende disputar a temporada 2021 nesta sexta-feira. Em uma rápida olhada, o AT02 possui um desenho muito semelhante ao do modelo antecessor. Só que os engenheiros de Faenza entenderam que havia espaço para o aperfeiçoamento de muitos setores, como o da aerodinâmica. Apesar de todas as restrições e do fato de que o chassi tem de seguir o mesmo de 2020, o novo carro traz uma frente muito diferente: a suspensão dianteira foi revisada, enquanto o bico se mostra mais estreito. Quer dizer, existe uma boa chance de a equipe evoluir bem do ponto em que parou no ano passado, temporada em que Gasly foi elemento essencial dentro das garagens italianas, devido a uma performance consistente e madura.

A ideia agora, claro, é crescer no pelotão intermediário. É se colocar constantemente nos pontos e na briga pela liderança do grupo central, que deve ter a McLaren e Aston Martin como times dominantes. De novo, Pierre é quem puxa a fila do time chefiado por Franz Tost. Mais pelo que mostrou ser capaz do que pelo fato de que vai dividir os boxes com o novato Yuki Tsunoda.

VEJA TAMBÉM
+Web Stories: AlphaTauri lança carro de 2021 e exibe pintura mais azul
+Sem grande mudança visual, AlphaTauri refina carro de 2020 pra 2021
+Gasly vê necessidade de comandar time por inexperiência de Tsunoda

A vitória em Monza colocou Pierre Gasly em outro patamar na F1 (Foto: Laurent Charniaux)

A verdade é que o piloto de 25 anos se adaptou muito bem ao carro e ao trabalho do time B dos energéticos. O triunfo em Monza acabou por estabelecer uma ligação ainda mais forte com a esquadra. Gasly se tornou o homem da AlphaTauri, é o líder em uma equipe que agora não parece tanto como um time que só serve para estreantes. Neste momento, a equipe pode sonhar um pouco mais alto. E essa também é uma realidade inédita para o time, e isso se deve ao talento de Pierre.

“Devo meus bons resultados no ano passado ao fato de ser mais experiente”, disse o francês.

“Foi a minha terceira temporada na F1 e a primeira vez que fiquei uma segunda temporada completa com a mesma equipe. Diria também que foi principalmente a continuidade de 2019 que valeu a pena, trabalhando com os mesmos engenheiros, tendo um melhor entendimento do que estamos fazendo e, como uma equipe, todos nós tivemos sucesso em explorar as experiências dos dois anos anteriores”, completou.

É esse senso de continuidade e experiência que coloca Pierre numa posição de destaque. “Acho que Pierre é um dos pilotos mais fortes da F1 hoje em dia”, afirmou o chefe Tost. “O bom conhecimento técnico lhe permite tirar o melhor do carro. Ele está com a equipe há algum tempo, por isso está totalmente adaptado com todos os procedimentos e com a nossa forma de trabalhar.”

“Será um bom líder. Ele sabe como vencer uma corrida – como provou no ano passado em Monza – e se tiver um carro competitivo nas mãos, espero muito sucesso nesta temporada”, acrescentou.

É claro que a trajetória do francês em 2021 será marcada pela pressão. Quer dizer, Pierre terá de lidar com o fato de ser o cara a entregar os resultados e liderar o desenvolvimento, não só no que diz respeito ao companheiro de garagem, como também ao grupo de engenheiros. Só que não há nada que diga que Gasly possa falhar nisso.

Em 2020, o rapaz tirou tudo que foi possível de um campeonato atípico em que a AlphaTauri lhe entregou um carro mais decente, embora deficiente em termos de confiabilidade, o que deixou a impressão que o francês poderia ter feito mais. Quando a oportunidade surgiu, não a desperdiçou. De qualquer jeito, a vitória no GP da Itália falou muito sobre do que é feito o gaulês, por isso é tão importante esse próximo passo. E Pierre está pronto e no lugar certo para isso.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre os lançamentos dos carros da F1 2021

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube