Feliz com 4º na classificação, Leclerc aprecia dia diferente: “Gosto de ter pouca preparação”

Charles Leclerc ficou muito satisfeito com a performance na classificação desta sexta-feira em Silverstone. Por outro lado, Carlos Sainz ainda não tem explicações para a queda de desempenho do Q2 para o Q3

BRIEFING: TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA SPRINT DA FÓRMULA 1 EM SILVERSTONE (VÍDEO: GRANDE PRÊMIO)

Foi uma sexta-feira (16) completamente diferente do que a Fórmula 1 já viu. Silverstone teve apenas um treino livre e já foi direto para a classificação, no fim desta tarde na Inglaterra, em cenário que os pilotos e equipes tiveram apenas 60 minutos de preparação. Mas Charles Leclerc, que foi bem na sessão que definiu o grid da primeira corrida sprint da F1. O monegasco vai colocar a Ferrari #16 em quarto no alinhamento inicial da prova deste sábado.

Leclerc revelou o apreço por um formato ainda em grande parte desconhecido para a F1, com a corrida sprint neste sábado para definir o grid de largada para a corrida de domingo.

“Gosto de ter pouca preparação. Tivemos menos tempo para analisar os dados, tínhamos de estar com tudo imediatamente no lugar. Gosto dessa abordagem”, disse o piloto em entrevista à Sky Sports italiana.

LEIA TAMBÉM
+Pontuação extra, pneus e até horários: tudo sobre a primeira corrida sprint da Fórmula 1

CHARLES LECLERC; FERRARI; GP DA INGLATERRA;
Charles Leclerc viveu uma boa jornada nesta sexta-feira em Silverstone (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ao falar sobre o desempenho em si, Leclerc, que marcou 1min26s828 em sua melhor passagem no Q3, superou Sergio Pérez ficou só atrás de Lewis Hamilton, Max Verstappen e Valtteri Bottas, comemorou a performance do carro da Ferrari neste fim de tarde.

“Estou muito feliz. Foi uma classificação complicada. Fizemos um bom trabalho, tiramos o máximo do carro e amanhã vamos ter a corrida sprint. Vamos buscar fazer o melhor possível”, comentou.

“Me senti bem no Q1, mas no Q2 não estive no nível que gostaria. No Q3, recuperei a confiança com o carro e encontrei mais ritmo. Amanhã vamos ver o que acontece, não quero falar por antecipação. Vai ser algo desconhecido para todo mundo, mas vamos com tudo”, complementou o monegasco, que corre com o capacete em alusão aos 70 anos da primeira vitória da Ferrari na F1, conquistada pelo argentino José-Froilán González.

Por outro lado, Carlos Sainz não ficou tão feliz com o que alcançou na sessão. O espanhol vai largar apenas em nono na corrida sprint deste sábado depois de virar 1min27s007 como melhor tempo.

Carlos Sainz vai largar apenas em nono neste sábado na corrida sprint em Silverstone (Foto: Scuderia Ferrari)

“Foi uma classificação em que tudo parecia correr bem. Fui rápido no Q2. Mas estivemos lentos no Q3, e não entendo porque não encontrei o feeling certo com o carro. No fim das contas, não consegui tirar o mesmo tempo que no Q2, o que me levaria à quinta ou sexta posição. Temos de analisar os dados para a corrida sprint de amanhã”, declarou.

Para a corrida, no entanto, Sainz se mostra mais confiante. “Acho que temos uma grande chance para avançar. Temos de ver o que podemos fazer para recuperar algumas posições porque acho que temos um carro para estar entre os seis primeiros, pelo menos”, concluiu.

A programação do sábado compreende o treino livre 2, marcado para 8h (de Brasília), enquanto a corrida de classificação, a primeira da história da F1, tem largada prevista para 12h30.

O GP da Inglaterra propriamente dito, o principal evento do fim de semana, no domingo, acontece às 11h. Tudo com transmissão dos canais do Grupo Bandeirantes e também do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

A Peugeot apresentou seu novo hipercarro: eis o 9X8, que nasce sem asa traseira (Vídeo: Peugeot)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar