Rápida adaptação e empresário: Kobayashi lista o que Tsunoda precisa para evoluir

Kamui Kobayashi deu dicas a Yuki Tsunoda, seu sucessor no posto de japonês da Fórmula 1. O veterano sente que o novato precisa ficar atento para de fato alcançar seu potencial

Agora é oficial: Daniel Ricciardo fez aposta com o chefe Zak Brown e vai dar uma volta em um carro de Dale Earnhardt, lenda da Nascar, em caso de pódio pela McLaren (Vídeo: Reprodução/Twitter/McLaren)

Yuki Tsunoda fez seu primeiro GP na Fórmula 1 há menos de uma semana, mas já deixa impressão positiva. O nono lugar no GP do Bahrein foi bem recebido, mostrando um piloto com potencial de evolução. Isso tudo, entretanto, vem com um alerta: o compatriota e ex-F1 Kamui Kobayashi sente que Tsunoda ainda precisa resolver algumas questões antes de se consolidar como uma estrela do futuro.

O que Tsunoda precisa resolver primeiro, pensa Kobayashi, é a adaptação ao carro. O japonês ficou atrás de Pierre Gasly ao longo do fim de semana em Sakhir, apesar de mostrar velocidade.

“Conversamos faz um mês e acho que ele vai andar bem, mas isso depende de como ele se encaixa na equipe e como ele se adapta ao carro”, disse Kobayashi, entrevistado no podcast Beyond the Grid. “Parece que ele tem um grande apoio da Red Bull, mas ao mesmo tempo o Gasly está muito bem na AlphaTauri. O Tsunoda tem um piloto muito duro ao seu lado. É importante que ele se acerte com o carro. Ele foi bem na F2, mas não foi muito especial na F3. Ele pode ir bem se se entender com o carro”, seguiu.

Yuki Tsunoda estreou bem pela AlphaTauri (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

A sugestão de Kobayashi também é de buscar um bom empresário. Tsunoda até aqui foi apoiado por Honda e Red Bull. “Ele é capaz de andar bem, mas vai precisar de um empresário muito bom. É algo importante para conseguir contratos no futuro, porque ele vai ter bons resultados da mesma forma que pode cometer erros. Com os erros, ele vai precisar de alguém que lide com a equipe. Precisa de um filtro. Sendo jovem e não tendo muita experiência, ele precisa de alguém que o ajude a encontrar confiança e manter a cabeça no lugar. Não tenho dúvidas de que ele vai ser um bom piloto um dia, mas é tudo questão de como ele lida com a equipe e com sua imagem na F1”.

Kobayashi foi, antes de Tsunoda, o último japonês na F1. O japonês teve aparições entre 2009 e 2014, defendendo Toyota, Sauber e Caterham. O ponto alto no certame foi o pódio no GP do Japão de 2012. Fora dele, Kamui foi campeão do Mundial de Endurance em 2019/20 pela Toyota.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube