Red Bull nega tentativa de manchar imagem de Hamilton: “Faríamos igual com outro piloto”

Depois de uma guerra declarada também fora das pistas, Helmut Marko, consultor da Red Bull, negou a possível tentativa dos taurinos em mancharem a imagem de Lewis Hamilton. Ele reitera que a equipe buscava apenas uma "punição mais justa"

Pedro Henrique Marum refletiu sobre o 2021 de Daniel Ricciardo no GP às 10

A guerra entre Red Bull e Mercedes tem sido presente dentro e fora das pistas em toda a primeira parte da temporada de 2021 da Fórmula 1. E o ápice desta disputa aconteceu no GP da Inglaterra. Isso porque foi lá no histórico circuito de Silverstone que Max Verstappen e Lewis Hamilton se encontraram, o que resultou no abandono do holandês, e abriu margem para a briga entre as duas equipes se tornar ainda maior – desde a Red Bull solicitando uma revisão da FIA pela punição dada a Hamilton a até a Mercedes pedindo para que os taurinos respeitassem a imagem e integridade do dono do carro #44.

No entanto, na contramão do que a equipe de Brackley exigiu, Helmut Marko, consultor da Red Bull, disse que em nenhum momento a marca dos energéticos “manchou a imagem” do heptacampeão A inquietação, segundo o ex-piloto austríaco, era apenas para que Lewis fosse punido “de forma justa”.

“Não tentamos manchar de forma alguma Hamilton como pessoa”, disse Marko à revista britânica Autosport. “Nós apenas dissemos que, em nossa opinião, suas ações não foram corretas e que a punição foi desproporcional”.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; GP DA INGLATERRA; ACIDENTE; PRIMEIRA VOLTA;
Lewis Hamilton e Max Verstappen adentrando a Copse, onde ocorreu o incidente (Foto: Reprodução)

O dirigente austríaco reitera a afirmação ao dizer que, se fosse qualquer outro piloto no lugar do heptacampeão, a reação da Red Bull se daria na mesma proporção: “Se fosse um piloto diferente, teríamos feito as coisas da mesma maneira. Isso não tem nada a ver com Hamilton, é apenas a maneira como reagimos a incidentes como esse”.

No incidente entre os dois pilotos, Hamilton tomou o lado de dentro na disputa Verstappen na curva Copse, uma das mais velozes de Silverstone, e ambos se tocaram. Pior para o holandês da Red Bull, que escapou da pista e abandonou, precisando ir a um hospital para fazer exames detalhados. O inglês, por outro lado, foi punido, mas ainda conseguiu vencer a prova.

E não foi só em Silverstone que os taurinos levaram a pior, na última etapa da temporada, na Hungria, eles tiveram mais um revés. Depois da confusão ocasionada por Valteri Bottas na curva 1, o piloto da Mercedes tirou Sergio Pérez da corrida, além de danificar o RB16B de Verstappen. Em uma superação incrível e cheia de limitações, o holandês ainda conseguiu pontuar, finalizando em 10º, mas herdando a nona posição após a desclassificação de Sebastian Vettel.

Agora, no campeonato, Hamilton lidera o Mundial de Pilotos com oito pontos sobre Verstappen após 11 corridas. Já a Mercedes não vê mais ninguém a sua frente e tem vantagem de 12 pontos sobre a Red Bull.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar