Rosberg cutuca e diz que “tetra não conta mais”. Vettel rebate: “Vê a corrida da janela”

O campeão de 2016 afirmou que o conterrâneo precisa provar que ainda merece um lugar na categoria, enquanto o piloto da Ferrari disse saber lidar com críticas

Após ter se aposentado da Fórmula 1, Nico Rosberg se especializou em fazer comentários ácidos. O alvo das críticas da vez foi Sebastian Vettel, com o ex-piloto indicando que o conterrâneo precisa provar que merece seguir na categoria, minimizando os títulos conquistados pelo alemão.

A temporada 2020 do piloto da Ferrari começou com o pé esquerdo. Em uma classificação onde sequer passou para o Q3, teve de se contentar com o 11º posto do grid. Na corrida no Red Bull Ring, na volta 31, tentou atacar Carlos Sainz na curva 3, mas tocou o espanhol e acabou rodando, caindo para o final do pelotão. Pasmem ou não, o piloto ficou feliz de só ter virado uma vez ao longo dos 71 giros.

Enquanto o tetracampeão cruzou a linha de chegada na décima colocação, ainda conseguindo salvar um ponto para a classificação, Charles Leclerc recebeu a bandeira quadriculada em segundo, aproveitando a punição a Lewis Hamilton.

“Foi uma leitura errada da situação, faz uma vez ou outra. Comete esses erros quando tenta ultrapassar por dentro. Também me pareceu preocupante como pede desculpas. Não entendo como fala do pouco rendimento da Ferrari, disse que estava em sexto ou sétimo quando seu companheiro terminou em segundo”, pontuou Rosberg.

Sebastian Vettel teve de lidar com críticas de Nico Rosberg (Foto: Ferrari)

“Na F1, só é tão bom quanto sua última corrida, é assim que é julgado por sua própria equipe e também por todos os outros. Na realidade, agora começa do zero, tem que mostrar seu valor novamente. Já não pode usar seus quatro títulos como argumento, esses títulos já não contam. Tem que mostrar na próxima corrida que merece continuar na Fórmula 1”, completou o ex-Mercedes.

Mas Vettel decidiu responder aos comentários do campeão de 2016. Durante participação na emissora austríaca ServusTV, disse que “posso lidar com as críticas porque estou bravo comigo mesmo. Nico Rosberg assiste a corrida de sua janela, mas esquece que sem essa rodada poderia conseguir um ótimo resultado.”

“Certamente ainda não estamos onde gostaríamos, mas a equipe está fazendo todo o possível para que isso aconteça”, concluiu o alemão de 33 anos.

Sebastian agora tem chance de reverter a situação da abertura da temporada. Neste fim de semana, a F1 disputa sua segunda etapa novamente no Red Bull Ring, mas agora nomeada como GP da Estíria.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube