Pérez revela alívio por evitar abandono no GP do Bahrein: “Fiquei perto de sair do carro”

Sergio Pérez foi eleito pelos fãs da Fórmula 1 como Piloto do Dia do GP do Bahrein depois do drama e quase abandono durante a volta de alinhamento para o grid de largada. ‘Checo’ caiu para último e reagiu com uma grande corrida na estreia pela Red Bull para fechar em quinto

Hamilton vence na estratégia e pega Verstappen: assista como foi o GP do Bahrein (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Há pouco mais de três meses, Sergio Pérez ficou muito perto de abandonar o GP de Sakhir depois de ter sido envolvido no incidente que causou os abandonos de Max Verstappen e Charles Leclerc na primeira curva. ‘Checo’ caiu para a última posição, mas, em uma reação épica, conquistou uma vitória improvável com o carro da Racing Point. O filme quase se repetiu neste domingo (28), novamente no circuito de Sakhir. O mexicano, que estreou pela Red Bull, viu o carro apagar ‘do nada’ na volta de alinhamento para o grid de largada do GP do Bahrein. O carro parado de Pérez, já no último setor da pista, fez com que a direção de prova fizesse um procedimento extra de largada. Neste tempo, o seu engenheiro pediu para reiniciar o sistema do carro. Deu certo, o RB16B ligou novamente, e ‘Checo’ conseguiu largar do pit-lane.

Daí em diante, o mexicano foi um dos protagonistas da corrida. Logo na primeira volta, com a entrada do safety-car em razão do acidente de Nikita Mazepin, Pérez foi aos boxes para fazer a primeira de três trocas de pneus e partir para o ataque. Foram várias posições conquistadas ao longo da prova. Depois de 56 voltas, ‘Checo’ cruzou a linha de chegada na quinta posição, só atrás de Lewis Hamilton, Max Verstappen, Valtteri Bottas e Lando Norris. Pela sua atuação, Pérez foi eleito pelos fãs da F1 como o Piloto do Dia do GP do Bahrein.

SERGIO PÉREZ; FÓRMULA 1; RED BULL; GP DO BAHREIN;
Sergio Pérez foi uma das grandes estrelas do GP do Bahrein (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O quinto lugar poderia ter se convertido até o pódio no Bahrein. Pérez largaria em 11º lugar e, reconhecido como um dos pilotos com melhor ritmo de corrida do grid, sobretudo por conta da ótima gestão dos pneus, mas também pelo grande carro que possui, o mexicano partiu com esperanças até de buscar um lugar no pódio. De qualquer forma, o quinto lugar é visto pelo piloto nascido em Guadalajara como um alento diante do dia difícil.

“Levando em conta onde largamos, as coisas correram bem. De repente, ao aquecer os pneus, tudo apagou, e fiquei bem perto de sair do carro. Aí, de repente, ouvi meu engenheiro Jonathan, que me disse: ‘Tudo bem, vamos lá’”, revelou o piloto em entrevista à emissora britânica Sky Sports logo após a prova.

“Fiquei feliz por ter conseguido fazer o carro funcionar de novo”, declarou o dono do carro #11, satisfeito com o que fez ao longo da prova, sobretudo quanto ao maior entendimento do RB16B.

“Tivemos de largar do pit-lane, o que nos fez cair lá para trás, mas o mais importante para nós hoje foi a quilometragem que conseguimos. Essas voltas foram importantes no nosso progresso. Estou feliz com esses quilômetros. Meu entendimento do carro está melhorando”, salientou.

O único latino-americano da F1 mostrou que está com moral com o chefe, Christian Horner, e teve sua jornada coberta de elogios. “Tenho te dizer que eu tiro o chapéu para o que ele fez hoje. Foi uma grande recuperação ao largar desde o pit-lane”, afirmou o britânico, também à Sky Sports.

Pérez só lamentou o fato de o seu novo companheiro de equipe, Max Verstappen, ter perdido uma vitória que parecia certa. “É uma pena termos perdido a corrida com o Max. O carro estava indo muito bem, mas vamos dar a volta por cima. Vai ser uma longa temporada e eu tenho de seguir em frente e aproveitar meu tempo. Estou feliz como foi o fim de semana sobre o entendimento do carro”.

Em fala à emissora holandesa Ziggo Sport, Pérez foi questionado sobre a Red Bull ter agora dois carros para lutar contra a Mercedes pra valer na Fórmula 1. “Isso vai acontecer. É disso que a equipe precisa, chegar neles. Hoje demos mais um bom passo. O ritmo de corrida voltou a ser melhor do que ontem. Há evolução sendo feita. Temos de trabalhar partindo do que temos aqui”, concluiu o quinto colocado e Piloto do Dia no Bahrein.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar