Stroll tira ferrugem e guia carro da GP2 em preparação para GP da Emília-Romanha

Com a proibição dos testes em pistas do calendário de 2020 com carros de Fórmula 1, Lance Stroll foi ao traçado de Ímola com um carro da Prema na antiga GP2

Lance Stroll se preparou para o GP da Emília-Romanha de uma forma pouco tradicional. Nesta quarta-feira (16), o canadense fez um teste em Ímola, mas, com a proibição de atividades com carros da Fórmula 1 em pistas que vão receber a categoria em 2020, o piloto da Racing Point usou um modelo da Prema ainda dos tempos de GP2.

Stroll buscou tirar a ferrugem, afinal, só guiou na pista nos tempos de F4 Italiana, em 2014. Na oportunidade, também com a Prema, Lance foi campeão e saltou para a então F3 Europeia, categoria em que levou o título de 2016 garantiu a vaga no grid da F1 com a Williams.

Lance Stroll tenta manter a boa fase com a Racing Point (Foto: Racing Point)

A proibição de atividades com carros da F1 em pistas do calendário saiu em agosto, em votação unânime das equipes em busca de cortes de gastos e também de garantir que equipes não levassem vantagem em cima das outras, especialmente com a Mercedes perto de Silverstone e a Ferrari de Mugello.

Só que, antes da regra entrar em rigor, Pierre Gasly e Daniil Kvyat deram algumas voltas em Ímola com o carro da AlphaTauri deste ano e um da Toro Rosso de 2018, pouco antes do início do campeonato, na Áustria. Além de Stroll, Bottas também esteve recentemente na pista do GP da Emília-Romanha, com um carro de turismo da Mercedes em agosto.

A etapa do circuito de Ímola é a 13ª do calendário da F1 e está marcada para 1 de novembro. Em 2014, na F4 Italiana, Stroll venceu duas das três provas da rodada na pista

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube