Webber vê Vettel desmotivado e sozinho dentro na Ferrari: “O relacionamento acabou”

O fraco desempenho de Sebastian Vettel chamou a atenção de todos, inclusive do ex-companheiro Mark Webber. O australiano acredita que o tetracampeão mundial precisa sair da Ferrari para ganhar energia dentro da Fórmula 1

O GP da Áustria, que abriu a temporada 2020 da Fórmula 1, foi muito difícil para Sebastian Vettel. O piloto da Ferrari ficou fora da última fase na classificação e terminou apenas em décimo a corrida, após um toque em Carlos Sainz que fez o alemão rodar e cair para o fim do pelotão. Enquanto isso, o companheiro de equipe Charles Leclerc saiu de sétimo no grid para a segunda colocação na prova.

Mark Webber, que dividiu com Vettel a Red Bull entre 2009 e 2013, afirmou que o ex-colega pareceu desmotivado demais na Áustria. Segundo o australiano, é um sinal de que há um desgaste nas relações com a equipe.

“O relacionamento acabou. A química acabou, o casamento terminou”, disse o ex-piloto no podcast In the Fast Lane.

Sebastian Vettel marcou apenas um ponto na abertura do campeonato 2020 (Foto: AFP)

“Sebastian está usando vermelho, pilotando um carro vermelho, mas está ali sozinho. De uma perspectiva dinâmica, eu acho que ele estava desmotivado após a corrida”, completou.

Webber também comentou sobre a possibilidade de Vettel ficar fora do grid da Fórmula 1 em 2021. O australiano não acredita que o ex-parceiro encerrará a carreira tão cedo e fez apostas para o futuro do alemão.

“Não acho que está tudo acabado. Acredito que ainda tenha alguma chance em 2021. Quem sabe em 2021 na Red Bull?”, questionou Mark.

“Acredito que Vettel precisa ganhar energia, se reinventar e tirar Maranello de sua mente. Ele foi lentamente puxado para baixo em uma espiral no relacionamento com a Ferrari”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube