Após estreia, Mercedes muda operação da Fórmula E para fábrica da F1 em Brackley

A partir da temporada 2021, a Mercedes utilizará a mesma planta, em Brackley, para as equipes de Fórmula E e Fórmula 1

Após conquistar o sétimo título seguido de Construtores na Fórmula 1, a Mercedes está mexendo os pauzinhos da operação na Fórmula E. A partir da próxima temporada, a equipe da marca alemã na Fórmula E irá operar da mesma fábrica que aquela onde trabalham Lewis Hamilton e Valtteri Bottas: em Brackley, na Inglaterra.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

F1 divulga prejuízo de R$ 574 milhões no terceiro trimestre de 2020

Com isso, a fase de estruturação do time termina. Até a temporada passada, a operação da Mercedes se dividiu em algumas plantas: um pedaço pequeno em Brackley, outra em Brixworth, onde são produzidos os motores, e uma terceira, a parte de corrida, em Affalterbach, na Alemanha, fábrica da HWA.

A equipe da Fórmula E será reservada a uma área específica da fábrica de Brackley, para que não haja mescla com o trabalho de F1 – mas os planos para o futuro próximo é, sim, fazer a colaboração entre ambas crescer. É uma decisão baseada em aumentar o sucesso do time da Fórmula E e aproveitar a diminuição de espaço e pessoal que virá na F1 com a introdução do teto de gastos, em 2022.

Stoffel Vandoorne e Nyck de Vries fizeram a dobradinha em Berlim (Foto: Mercedes)

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

“Faz absoluto sentido utilizar a experiência [da Mercedes] para ter sucesso na Fórmula E, mas usar várias fábricas não é o formato mais eficiente. A mudança casada a outros movimentos que estão acontecendo na F1, o teto de gastos, dá a oportunidade de reforçar sinergias nos próximos dois anos”, afirmou o chefe da Mercedes na FE, Ian James, ao site inglês.

“Em primeiro lugar e principalmente, a decisão é da Fórmula E, mas tomada com o panorama geral do esporte a motor na cabeça. Para a oitava temporada, vamos mudar as operações de corrida para a Inglaterra, em brackley. Isso nos aumenta nossas possibilidades e favorece a sinergia com o restante da família de esporte a motor da Mercedes-Benz”, seguiu.

“A homologação está congelada para a oitava temporada, então não há pressão nisso. Ainda precisamos entender os detalhes principais do Gen3. Ainda não há decisão final, mas a intenção é passar toda a parte de pesquisa e desenvolvimento para Brackley também”, falou.

Ao longo dos próximos meses, em 2021, as equipes da Fórmula E terão de decidir se seguirão a fazer parte da categoria quando o novo regulamento for inserido, na temporada 2022/23, e a expectativa é que a Mercedes confirme o prosseguimento no primeiro semestre.

A avaliação da Mercedes é de que obteve sucesso no que foi a primeira temporada como equipe de fábrica. Com uma vitória, quatro pódios, o vice-campeonato de Pilotos e terceiro lugar entre as Equipes, o começo foi positivo.

“É um crédito para a experiência da HWA e a flexibilidade em termos de como estão organizados. Por isso, continuarão parte do programa no futuro. Há alguns elementos que continuarão sob sua responsabilidade para a continuidade da colaboração para a oitava temporada e além”, finalizou.

A Mercedes já anunciou o novo carro e a permanência da dupla Stoffel Vandoorne e Nyck de Vries para a próxima temporada.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube