Ilott espera por melhora da Juncos em Laguna Seca: “Ainda estamos competindo”

Callum Ilott não teve a melhor das estreias pela Indy no GP de Portland. Ainda assim, o britânico tira pontos positivos e fica ansioso para correr em Laguna Seca

Câmera 360 no carro de Hamilton mostra como Verstappen o acertou em acidente (Vídeo: F1)

Vice-campeão da Fórmula 2 em 2020, Callum Ilot teve a primeira experiência na Indy no último fim de semana, no GP de Portland. E a estreia já foi desafiadora: depois de se envolver em um acidente com os veteranos Helio Castroneves e Will Power, o jovem piloto enfrentou problemas mecânicos durante toda a prova, abandonando. Apesar do fim de semana complicado, o piloto da Juncos vê a estreia como um bom sinal para a próxima etapa, em Laguna Seca.

“Honestamente, foi um fim de semana difícil [em Portland]”, disse Ilott, em entrevista ao site Motosport.com. “Foram stints muito curtos para fazer tudo no sábado e me preparar para a corrida. Ninguém vai olhar para o nosso fim de semana e dizer que está excelente, mas você olha como as coisas estavam há um mês, e aqui estamos nós, competindo”, acrescentou.

“Houve progresso. Pensando em Laguna Seca neste fim de semana, devemos estar em um lugar muito melhor. Falando como piloto, preciso melhorar nas primeiras voltas e um pouco na gestão dos pneus”, frisou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Calum Illot não completou a prova da Indy em Portland (Foto: Joe Skibinski)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

É verdade que a Juncos ainda tem muitos problemas, sobretudo em termos de equipamento. Mas, vendo a oportunidade de ganhar experiência em mais duas corridas em solo norte-americano, Ilott espera que a equipe de Indiana faça o possível para evitar deslizes nas etapas restantes.

“Então, como equipe, precisamos encontrar um pouco mais no carro e melhorar os pit-stops, o que é de se esperar, já que a equipe é relativamente nova nisso tudo. Se essas três coisas se juntarem, acho que estaremos muito bem”, continuou Ilott.

“Claro, também precisamos ter um fim de semana sem erros, não podemos ter coisas fora de nosso controle, como os ECUs [o controle eletrônico] dando errado”, concluiu.

A Indy é atraente em um momento de incerteza para Ilott. O britânico é reserva da Alfa Romeo e já fez um bom trabalho na Fórmula 2, perdendo o título por pouco para Mick Schumacher, hoje na Haas. Callum ainda trabalha para chegar à Fórmula 1 em 2022, mas enfrenta concorrência pesada: Nyck de Vries, Guanyu Zhou e, claro, Antonio Giovinazzi são nomes fortes pela última vaga disponível na Alfa Romeo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar