Forasteiro, Alonso nega expectativa de estrear na Indy 500 com vitória, mas pondera: “Um novato ganhou ano passado”

Fernando Alonso vai mesmo correr as 500 Milhas de Indianápolis na temporada 2017. A notícia que abalou as estruturas da F1 e da Indy chegou de repente, assim como será a experiência do bicampeão mundial no superoval de Indianápolis. Alonso não espera chegar vencendo, segundo ele. Mas não descarta. O espanhol ainda contou que recebeu o apoio de certo colombiano que já venceu a Indy 500 por duas vezes

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O mundo do esporte a motor segue faminto por notícias sobre a confirmação de que Fernando Alonso irá correr a 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis, no próximo dia 29 de maio, deixando de lado o GP de Mônaco. Um bicampeão mundial reconhecido como um dos grandes de sua geração, claro, terá enormes expectativas uma vez que entrar no cockpit da Indy. Mas Alonso deixa claro: não chega esperando ganhar, mas quer ganhar.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A confirmação aconteceu na manhã desta quarta-feira (12) após nenhum dia de boato, numa informação que foi mantida completamente em sigilo. Alonso irá com motores Honda, num carro que será colocado na pista em parceria da McLaren com a Andretti. É o primeiro passo em busca da tríplice coroa.

 
Em entrevista concedida já no Bahrein, onde corre o GP local de F1 neste fim de semana, Fernando falou sobre a mudança brusca de tipo de direção que precisará entender para guiar num superoval, algo que nunca fez antes. Deixou claro o respeito que tem por quem está no grid da Indy, o bastante para afirmar que não espera vencer. Mas lembrou que foi Alexander Rossi, um novato de experiência nula em superovais, quem venceu a edição do ano passado. 
Fernando Alonso e Zak Brown em conferência de imprensa sobre a participação na Indy 500 (Foto: IndyCar)
"Não chego com expectativas de vencer. Respeito os pilotos que estão correndo lá, e a técnica em superovais é totalmente diferente", afirmou. "Mas um novato ganhou lá pelo mesmo time no ano passado. Tudo pode acontecer. Não estou indo a Indianápolis só assistir carros andando em círculos", afirmou.
 
O espanhol contou ainda que recebeu uma mensagem um tanto quanto especial após a notícia ser divulgada. Juan Pablo Montoya, ex-colega de F1 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2000 e 2015. "Ele [Montoya] me escreveu dizendo que estará presente para o que eu precisar", contou.
 
Montoya não está no grid regular da Indy, sacado pela Penske para dar lugar a Josef Newgarden, mas estará num cockpit extra da equipe de Roger Penske para disputar a quinta edição da Indy 500 em sua carreira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube