Indy

Pagenaud barra 1-2 da Ganassi e crava pole do GP de Toronto. Newgarden é 5º

Simon Pagenaud surgiu com cronômetro zerado e estragou uma dobradinha da Ganassi no grid do GP de Toronto. Alexander Rossi parte de quarto e Josef Newgarden larga na quinta colocação

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo
A classificação do GP de Toronto da Indy foi para lá de movimentada e emocionante. A briga entre Simon Pagenaud e a Ganassi teve um novo capítulo no final de semana e, neste sábado (13), o francês levou a melhor de novo, cravando a pole com o cronômetro zerado.

Pagenaud fez 58s429, uma volta muito competente e que não deu nem margem para resposta da dupla da Ganassi que, até ali, vinha desenhando uma dobradinha no grid. Assim, Scott Dixon parte de segundo, querendo voltar para a briga pelo título, enquanto Felix Rosenqvist é o terceiro.

Os grandes favoritos ao título vão se marcar no grid. Alexander Rossi sai de quarto, enquanto Josef Newgarden parte de quinto. Ed Jones, surpresa do dia, já deve se dar por satisfeito por ter ido ao Fast Six.

Marco Andretti fez uma bela classificação e vai largar na sétima posição, com Sébastien Bourdais, Spencer Pigot e Takuma Sato fechando o top-10 do grid. Assim, Bourdais e Sato largarão um atrás do outro no dia seguinte à briga do TL3.

Após mais de quatro anos, Will Power voltou a cair na primeira fase de uma classificação. O australiano parte apenas de 15º. Matheus Leist vai largar de 19º e Tony Kanaan sairá da 22ª colocação.
Simon Pagenaud cravou a pole em Toronto (Foto: Indycar)
Saiba como foi a definição do grid em Toronto
 
A definição do grid de largada da Indy em Toronto começou pontualmente às 15h (em Brasília). O primeiro grupo era composto por Matheus Leist, Felix Rosenqvist, Will Power, Graham Rahal, Sébastien Bourdais, Santino Ferrucci, Spencer Pigot, Takuma Sato, Sage Karam, Max Chilton e Marco Andretti.
 
Após primeiras voltas bem medianas de pneus duros, Rosenqvist tratou de dar uma cara nova para a sessão, sendo o primeiro a romper a barreira de 1min00s e, no giro seguinte, fazer ainda melhor com 59s342 já com os macios. Ali, com pouco mais de dois minutos para o fim, só o sueco e Andretti estavam com voltas com cara de classificação para a segunda fase.
 
O minuto final veio e com ele os tempos foram despencando. Enquanto Leist recolhia já desistindo com a Foyt em 1min00s1, Chilton surpreendia e se metia no bolo dos líderes, já com oito carros abaixo de 1min00s.
 
Rosenqvist seguia absurdo. O sueco baixou de 59s e fez duas voltas seguidas incríveis, estabelecendo 58s731 como, de longe, a marca do grupo. Bourdais e Sato, que trocaram socos após o TL3, passaram de fase, junto com Rahal, Pigot e Andretti.
 
Por melhor que tenha sido, Chilton voltou a cair no primeiro grupo, mas conseguiu, por exemplo, derrotar Power, que vai amargar um terrível 15º lugar no grid de amanhã. Ferrucci, Leist e Karam também ficaram pelo caminho.
Will Power caiu ainda na primeira fase (Foto: IndyCar)
Jones brilha em Grupo 2 de favoritos firmes

O segundo grupo tinha Josef Newgarden, James Hinchcliffe, Scott Dixon, Marcus Ericsson, Tony Kanaan, Ed Jones, Simon Pagenaud, Zach Veach, Ryan Hunter-Reay, Alexander Rossi e Colton Herta.
 
Com bem mais naturalidade que o primeiro grupo, principalmente pela melhor condição da pista, o grupo 2 já foi logo baixando de 1min00s com os pneus duros, mas, claro, deixou toda a definição para os macios e os minutinhos derradeiros.
 
Newgarden rompeu a barreira de 59s antes do resto, mas quem disse que seria suficiente? O nível das marcas foi altíssimo e um surpreendente Jones apareceu com o cronômetro zerado para liderar com 58s601. Pagenaud, líder do TL2 e do TL3, veio logo atrás, com Rossi, Hunter-Reay, Newgarden e Dixon também passando. 
 
Dá para dizer que, tirando justamente Jones, deu a lógica no grupo. Hinch, Herta, Veach, Ericsson e Kanaan ficaram pelo caminho.
Ed Jones foi a surpresa da classificação (Foto: Indycar)
Na segunda fase, que veio minutos mais tarde, estavam três Andretti, duas Penske, as duas Ganassi, as duas RLL, as duas Carpenter e a Dale Coyne de Bourdais.
 
Repetindo um pouco o que foi no Grupo 2, a sessão teve ótimas voltas de cara já com pneus duros, ou seja, mera formalidade antes de entrar nos últimos três minutos que seriam com os compostos macios. Ali, Newgarden e Pagenaud vinham na frente.
 
Só que quando a coisa apertou e começou a realmente decidir, o caos se instalou. Newgarden, Dixon, Rossi e Pagenaud chegaram a frequentar a bolha da eliminação, mas todos conseguiram a vaga no Fast Six, com o líder do campeonato puxando a fila em 58s413. Além deles, Rosenqvist e Jones mantiveram a ótima forma do final de semana.
 
Andretti passou muito perto de voltar a uma definição de pole, mas sai em sétimo, seguido no grid por Bourdais, Pigot, Sato, Hunter-Reay e Rahal.
Felix Rosenqvist vem muito bem em Toronto (Foto: Indycar)
Pagenaud estraga festa da Ganassi e crava pole

O Fast Six teve uma movimentação esquisita dos pilotos que lá estavam. Teve gente que sequer deu aquela primeira volta para soltar e tratou de ir direto para o enfrentamento na batalha da pole.

Assim, foram praticamente dois minutos que valeram alguma coisa e, apesar de Rossi e Newgarden tentarem, tudo levava a crer que a Ganassi faria dobradinha para a corrida de domingo, com Dixon segurando Rosenqvist ali na casa centesimal.

Quando o relógio zerou, surgiu Pagenaud. Mais uma vez no final de semana, o francês estragou a festa da Ganassi, quebrou as chances de dobradinha e ainda fez a pole, ressurgindo para o jogo após quatro provas muito ruins.

Indy 2019, GP de Toronto, Grid de largada:

1 S PAGENAUD Penske Chevrolet 58.429  
2 S DIXON Ganassi Honda 58.595 +0.166
3 F ROSENQVIST Ganassi Honda 58.679 +0.250
4 A ROSSI Andretti Honda 58.922 +0.493
5 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 59.310 +0.881
6 E JONES Carpenter Chevrolet 59.535 +1.106
7 M ANDRETTI Andretti Honda 58.766 +0.337
8 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 58.778 +0.349
9 S PIGOT Carpenter Chevrolet 58.822 +0.393
10 T SATO RLL Honda 58.911 +0.482
11 R HUNTER-REAY Andretti Honda 59.044 +0.615
12 G RAHAL RLL Honda 59.099 +0.670
13 M CHILTON Carlin Chevrolet 59.481 +1.052
14 J HINCHCLIFFE SPM Honda 58.929 +0.500
15 W POWER Penske Chevrolet 59.551 +1.122
16 C HERTA Harding Honda 59.055 +0.626
17 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 59.976 +1.547
18 Z VEACH Andretti Honda 59.289 +0.860
19 M LEIST Foyt Chevrolet 1:00.185 +1.756
20 M ERICSSON SPM Honda 59.630 +1.201
21 S KARAM Carlin Chevrolet 1:01.113 +2.684
22 T KANAAN Foyt Chevrolet 59.732 +1.303

 

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.