Serrallés escala pelotão, bate Enerson nas voltas finais e vence primeira corrida na Indy Lights em Milwaukee

Félix Serrallés ganhou a sua primeira corrida na Indy Lights em grande estilo. O porto-riquenho fez boa prova de recuperação, escalou o pelotão e esperou a hora certa para dar o bote em RC Enerson e tomar a dianteira já no fim da corrida em Milwaukee

Félix Serrallés surpreendeu e levou a melhor na corrida da Lights neste domingo (12) em Milwaukee. Foi a primeira vitória do porto-riquenho na categoria, com direito a uma série de ultrapassagens, a última já nas voltas finais, em cima de RC Enerson, que foi o segundo.

Juan Piedrahita foi outro destaque positivo da prova. O colombiano apareceu para fechar a prova na terceira colocação. Jack Harvey fechou em quarto e segue líder do campeonato. Scott Anderson fechou o grupo dos cinco primeiros.

Max Chilton ficou em sexto, Spencer Pigot foi sétimo, Ed Jones fechou em oitavo, Kyle Kaiser foi o nono, Ethan Ringel fechou a prova em décimo e Shelby Blackstock foi o 11º.

Félix Serrallés ganhou sua primeira na Indy Lights (Foto: Indy Lights)

Confira como foi a corrida da Lights em Milwaukee:

A largada para a corrida da Lights em Milwaukee começou às 16h (em Brasília). Logo na partida, RC Enerson foi para cima de Spencer Pigot e assumiu a liderança. No resto do grid, pouca ação e Kyle Kaiser puxando a turma atrás do duo.

 
Ao final de dez voltas, o panorama seguia os mesmos com as primeiras colocações intactas. Enerson levava 0s573 de vantagem para Pigot, 1s684 para Kaiser, 3s072 para Jack Harvey e 3s784 para Juan Piedrahita.
 
Líder do campeonato, Harvey não vinha em uma boa jornada. O britânico bobeou e, em uma tacada, caiu para a sexta colocação, perdendo espaço para Piedrahita e Félix Serrallés.
 
Superadas as primeiras 40 voltas, Enerson seguia com vantagem até considerável para Pigot. Kaiser começava a encostar no vice-líder, enquanto Piedrahita e Serrallés brigavam bem pelo quarto lugar. Atrás de Harvey e Scott Anderson, também boa briga entre os companheiros Max Chilton e Ed Jones, da Carlin. 
 
A pressão do porto-riquenho deu resultado. Serrallés superou Piedrahita na volta 43 e rapidamente colou em Kaiser. 

A primeira bandeira amarela apareceu na volta 48. Pressionado por Serrallés, Kaiser rodou na curva 4 e abriu espaço para todo pelotão subir uma posição. O único que seguiu atrás de Kaiser foi Shelby Blackstock.
A relargada não tardou e Pigot foi quem se saiu pior. O americano foi rapidamente superado por Serrallés, Piedrahita, Harvey, Anderson e Chilton, caindo para sétimo.
 
Kaiser superou Ringel, enquanto Enerson e Serrallés protagonizavam ótimo duelo válido pela liderança. Terceiro, Piedrahita vinha quase 4s atrás.
 
Enerson seguia com ótima tocada, mas Serrallés não dava folga para o líder. A vantagem dos dois para Piedrahita já batia 6s5, com Harvey e Anderson ainda mais distantes.
 
Serrallés começava a se aproximar de Enerson e aumentou o ritmo nas 15 voltas finais. No giro 89, o porto-riquenho foi de vez para cima e tomou a dianteira. 
 
Com muita autoridade, Serrallés já abria 2s5 para Enerson em menos de três voltas, marchando assim para o triunfo em Milwaukee.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube