3: Vitória nas pistas e nos bastidores contra Alonso: o GP da Hungria de 2007

O clima entre Lewis Hamilton e Fernando Alonso ficou completamente insustentável em 2007. E o GP da Hungria foi o ápice de uma das rivalidades mais tóxicas da F1

O GP da Hungria de 2007 é um dos mais emblemáticos da carreira de Lewis Hamilton. É que foi lá, em Hungaroring, que a Guerra Fria interna da McLaren pegou fogo e uma antipatia virou inimizade. De um lado, o novato Hamilton, do outro, o bicampeão Fernando Alonso.

Ao fim de dez provas, Alonso havia conquistado três vitórias, mas ficado fora do pódio em outras três, enquanto Hamilton foi ao pódio em nove, mas deixou de pontuar na Alemanha. Foi assim que a F1 desembarcou em Budapeste, com um clima pesado na McLaren, mas a sensação de que o título do Mundial de Pilotos não escaparia dali. Porém, escapou. E muito pelo que aconteceu na Hungria, antes mesmo da corrida.

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

Uma confusão na classificação na Hungria colocou fogo na disputa interna da McLaren em 2007 (Foto: Reprodução/TV)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Foi na definição da pole, quando Lewis ignorou a preferência de Fernando na classificação e marcou o espanhol nos boxes para uma volta extra que, em tese, ele não teria direito pelo acordo. Alonso, como troco, ficou parado no pit-lane e deixou Hamilton sem tempo para a troca de pneus. O espanhol abriu a última volta, cravou a pole, mas acabou punido com cinco posições no grid. Ainda, a McLaren perdeu todos os pontos do Mundial de Construtores daquela etapa.

A corrida? Bem, foi um GP da Hungria tipicamente monótono. Hamilton, herdando a pole do punido Alonso, liderou de ponta a ponta, segurando as investidas de Kimi Räikkönen, que passou Nick Heidfeld no começo da prova. Fernando saiu de sexto para quarto, perdendo muito tempo atrás da Toyota de Ralf Schumacher.

Hamilton deixou Budapeste com 80 pontos, sete a mais que o rival e 20 na frente de um Kimi que não parecia um rival verdadeiro na briga. Mas o clima bélico da McLaren e novos capítulos de embate com Alonso fizeram a virada do finlandês acontecer.

As vitórias de Lewis Hamilton na Fórmula 1 em imagens

Lewis Hamilton venceu o GP de Eifel e agora está empatado com Michael Schumacher em número de triunfos na F1 (Foto: AFP)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube