Ainda sofrendo efeitos de fratura na clavícula, Diniz avisa equipe que está fora da decisão do Mercedes-Benz Challenge

Arnaldo Diniz Filho não conseguiu se recuperar a tempo da lesão na clavícula que sofreu por conta da batida na etapa de Goiânia do Mercedes-Benz Challenge. Líder do campeonato na classe CLA, Diniz assim deixa a briga pelo título inteiramente aberta

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Relacionadas


Líder do campeonato do Mercedes-Benz Challenge e favorito ao título da temporada 2016, Arnaldo Diniz Filho está fora da decisão do campeonato, neste domingo em Interlagos. Diniz tentava se recuperar de uma lesão na clavícula, e sua participação era dúvida até a manhã do sábado. Não mais, o GRANDE PRÊMIO pode confirmar.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Diniz, que tem 86 pontos contra 76 de Luiz Carlos Ribeiro, sofreu uma fratura de clavícula na etapa de Goiânia, quando tinha uma liderança muito confortável – 19 pontos. A forte pancada o transformou em dúvida. E assim foi até a manhã do sábado. A participação ou não de Diniz chegou a ser motivo de discussão no briefing dos pilotos na sexta-feira, visto que ninguém tinha ideia do que aconteceria.

 
O que se sabia era que Beto Gresse ia tomar lugar no carro #77 da Comark, e Diniz, se conseguisse correr, iria andar junto, em dupla. Algo que é permitido no Mercedes-Benz Challenge. Até a manhã do domingo, cerca de três horas antes do segundo treino livre, ninguém sabia o que iria acontecer. "Ele é foda, pode aparecer e dizer que quer tentar correr", disse um membro da equipe ao GP.
 
Mas próximo das 13h, o chefe do time, Paulo Hemmel, avisou para a equipe que Diniz não participaria. O piloto segurou a decisão para tentar voltar em Interlagos, testou o braço, mas nem ele e nem o médico que o acompanha se sentiram completamente seguros quanto à volta às pistas.
A batida que tirou Diniz da briga (Foto: Reprodução)

O time inclusive decidiu mudar o número do carro de #77 para #17. Uma mensagem do piloto terminou com o segredo mais bem guardado do final de semana e nem precisou comparecer ao autódromo.

 
Assim, no final das contas, a etapa final terá Ribeiro largando com 76 pontos contra 69 de Fernando Fortes e 67 de Betão Fonseca. O treino classificatório está marcado para as 16h50.

GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a grande final da Stock Car com grande equipe: os jornalistas Fernando Silva, Gabriel Curty, Nathália de Vivo, Pedro Henrique Marum, Vitor Fazio e o repórter fotográfico Rodrigo Berton.

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.