Aleix Espargaró viaja antes de cancelamento e curte ‘férias forçadas’ no Catar

Aleix Espargaró embarcou para o Catar antes de a MotoGP ter de cancelar as atividades da classe rainha. O #41 não esconde a ansiedade por começar o Mundial, já que ficou satisfeito com a moto da Aprilia

Aleix Espargaró não soube do cancelamento das atividades da MotoGP antes de embarcar rumo ao Catar para o que seria o início da temporada 2020. Acompanhado da esposa e dos dois filhos pequenos, o titular da Aprilia curtiu ‘férias forçadas’ em Doha.
 
Animado com a performance da Aprilia, Aleix voou para o Catar no último domingo e estava em trânsito quando a Dorna confirmou que a classe rainha ia correr. A mudança nos planos aconteceu após o governo local passar a exigir um período de 14 dias de quarentena para cidadãos italianos ou que passaram pela Itália nas últimas duas semanas.
 
Pego de surpresa pelo cancelamento, Aleix recorreu às redes sociais para criticas a organização da prova, mas, pouco depois, apagou o tweet.
 
Paddockast #51
QUEM VENCEU 'DRIVE TO SURVIVE' 2?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Falando ao serviço de streaming DAZN, Aleix, que foi rebatido por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial, explicou que se sentiu culpado por estar acompanhado dos filhos Max e Mia.
 
“Soube da suspensão quando cheguei ao Catar. Como eu tinha estado lá na semana anterior, ainda tinha o chip no celular e, quando o conectei ao desembarcar, começaram a chegar mensagens de Albert [Valera], meu representante, e eu pensei que ele estava brincando comigo. ‘Como vão suspender a corrida?’”, contou. “No início, fiquei um pouco frustrado, fiquei ansioso por ter as crianças aquí, me sentí um pouco mal, culpado. Mas, no final, decidi com a minha mulher ficar aqui uma semana de férias. Foi o certo, esta muito bom o calorzinho aqui do deserto”, comentou.
 
Com o início do Mundial adiado, Aleix aproveitou o período extra para descansar, mas sem relaxar por completo do preparo físico.
 
“Aproveitei a semana para parar. Fiz alguma coisa com bicicleta, mas, basicamente, descansei”, contou Aleix. “Não sabemos muito bem quando vamos correr. Tomara que o que Ezpeleta disse no outro dia seja certo e que seja na América, mas a questão do coronavírus muda tanto a cada dia que não sabemos quando poderemos começar”, seguiu.
 
“Vamos continuar trabalhando para estarmos prontos”, completou.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube