Honda segue onda de renovações e assegura permanência na MotoGP até 2026

Uma das fábricas mais importantes do Mundial de Motovelocidade, a Honda acompanhou as rivais e fica na MotoGP, pelo menos, até 2026

As renovações das fábricas e equipes seguem acontecendo na MotoGP. Após confirmações de permanências de Ducati, KTM e até Gresini e LCR, nesta sexta-feira (5) foi a vez da gigante Honda fazer o mesmo, esticando seu vínculo atual com a categoria por mais cinco anos, ou seja, até o final da temporada de 2026.

Os japoneses, que já foram campeões em 25 oportunidades no Mundial de Construtores, além dos dez títulos por equipes – ambas as maiores marcas da categoria -, assinaram com a Dorna, promotora do campeonato, um novo acordo que passa a valer a partir de 2022.

“Primeiramente, gostaria de expressar meu respeito e gratidão a Carmelo Ezpeleta e a todos da Dorna pelo trabalho duro para organizar corridas durante a pandemia de covid-19. Estou muito satisfeito por termos renovado nosso contrato e seguirmos na MotoGP entre 2022 e 2026. A Honda disputa o Mundial desde 1959, venceu a 800ª corrida ano passado. Acreditamos que a categoria é vital para nossas atividades esportivas. A MotoGP é o topo da motovelocidade, o que nos ajuda a desenvolver uma série de tecnologias, ajudando a desenvolver os talentos dos nossos engenheiros e ajudando também a desenvolvermos produtos melhores para nossos clientes”, disse Noriaki Abe, diretor de operações da Honda.

Marc Márquez conseguiu seis títulos desde que subiu à MotoGP com a Honda (Foto: Repsol)

Presente desde 1954, quando participou do TT da Ilha de Man, e desde 1959 no Mundial, a Honda já passou das 800 vitórias somando todas as categorias do Mundial, além de ter 850 pódios e 25 títulos de pilotos, os seis mais recentes deles através de Marc Márquez, que segue se recuperando de forte acidente sofrido na abertura da temporada 2020.

“É um anúncio importante e que nos traz um grande orgulho da MotoGP porque a Honda é um dos primeiros nomes que vêm na mente quando o assunto é motociclismo. A fabricante japonesa foi parte importante no passado, é no presente e vai ser no futuro do Mundial e a renovação reforça, mais uma vez, o comprometimento de todas as partes”, comentou Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna.

Até o momento, a MotoGP está prevista para abrir os trabalhos em 28 de março, com uma etapa noturna no Catar. A Honda aguarda a recuperação total do hexacampeão Márquez, que vai ter Pol Espargaró como parceiro. Equipe satélite dos japoneses e também renovada até 2026, a LCR terá Álex Márquez e Takaaki Nakagami como titulares.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube