Miller passa por cirurgia no braço e mira volta em Portugal “se tudo correr normalmente”

O piloto da Ducati passou por uma cirurgia em Barcelona para tratar a síndrome compartimental no antebraço direito. Australiano tinha falado em buscar solução médica após sentir incomodo no GP de Doha

Assista aos melhores momentos do GP de Doha de MotoGP (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Jack Miller se submeteu a uma cirurgia no antebraço direito para tratar síndrome compartimental. O australiano relatou que o procedimento correu bem e agora vai tentar se recuperar para disputar o GP de Portugal, marcado para 18 de abril.

Também conhecida como arm pump, a síndrome compartimental é resultado do aumento da pressão em uma determinada área do corpo, com a queda na perfusão sanguínea de músculos e órgãos. O problema é bastante frequente em pilotos de moto.

Jack Miller passou por uma cirurgia no braço direito (Foto: Divulgação/MotoGP)

LEIA TAMBÉM
⇝ Série à la ‘Drive to Survive’ é impulso necessário para expansão da MotoGP
⇝ WEB STORIE – Pedro Acosta: a nova pérola do Mundial de Motovelocidade
Zarco acerta ao confiar na Ducati e dá volta por cima após saída tumultuada da KTM
Miller sucumbe à pressão e derrete favoritismo em rodada dupla da MotoGP no Catar

No último domingo (4), após a corrida em Doha, Miller relatou o desconforto e falou em procurar uma solução médica. O procedimento foi realizado na terça-feira, no Hospital Universitário Dexeus, em Barcelona, na Espanha, pela equipe do doutor Xavier Mir.

“Tendo retornado de Doha ontem, o piloto australiano foi hoje até o Hospital Universitário Dexeus, em Barcelona (Espanha), onde foi imediatamente examinado pelo Dr. Mir, diretor da Unidade de Membros Superiores do Instituto Dexeus”, disse a Ducati em nota. “Depois de passar por uma ressonância magnética em repouso e sob tensão, os médicos decidiram realizar uma cirurgia imediatamente para restaurar a atividade vascular e nervosa do antebraço”, seguiu.

“Jack vai ficar 24 horas no hospital, podendo começar a reabilitação com o objetivo de voltar às pistas já na próxima etapa, em Portimão, para o GP de Portugal, que acontece entre 16 e 18 de abril”, completou.

O piloto também relatou estar bem após a cirurgia e agradeceu a equipe médica pelo tratamento.

“Foi uma operação curta e correu tudo bem”, disse Jack. “Mal posso esperar para começar a reabilitação. Ainda temos dez dias antes do próximo GP, em Portimão, e, se tudo correr normalmente, poderei voltar à pista em Portugal, mesmo que não esteja 100% em forma”, seguiu.

“Quero agradecer ao Dr. Mir e toda a equipe dele no Hospital Dexeus pela disponibilidade e por todo cuidado que me deram”, completou.

Titular da Tech3, Iker Lecuona também aproveitou a terça-feira para passar por uma cirurgia para corrigir o arm-pump.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube