Martín bate Bagnaia na linha de chegada e vence GP da Alemanha da MotoGP

Jorge Martín garantiu a dobradinha em Sachsenring ao bater Francesco Bagnaia por uma roda de diferença na linha de chegada. Johann Zarco completou o pódio do GP da Alemanha

Foi por uma roda de diferença, e Jorge Martín garantiu a dobradinha no fim de semana em Sachsenring ao vencer o GP da Alemanha neste domingo (18) após um pega sensacional contra Francesco Bagnaia. A dupla ainda chegou a se tocar antes da abertura do giro final, porém permaneceram sobre as motos até a decisão na linha de chegada.

Mais uma vez, Martín fez uma ótima corrida, assumindo a ponta já no início da prova e obrigando o campeão vigente a ter de correr atrás daquela que seria a quarta vitória na temporada. Depois de manter a vantagem para Pecco em 0s6 durante boa parte do GP, o piloto da Pramac teve trabalho para conter o ímpeto de Bagnaia nas voltas finais.

Relacionadas


Já o #1 da Ducati procurou jogar com a estratégia, economizando equipamento para tentar a ultrapassagem definitiva no momento certo. Pecco conseguiu recuperar o topo, porém a sete voltas do fim, Martín novamente buscou a liderança da corrida alemã.

A decisão ficou para os giros finais, com a diferença entre ambos em apenas 0s1. Os dois ainda chegaram a se tocar antes da abertura da última volta, mas conseguiram se segurar sobre a moto. Melhor para Martín, que conseguiu os décimos que faltavam para assegurar a liderança.

Johann Zarco completou o pódio, com Marco Bezzecchi e Luca Marini na sequência. Jack Miller, Álex Márquez, Enea Bastianini, Fabio Di Giannantonio e Miguel Oliveira completaram o top-10.

A MotoGP volta às pistas já no próximo final de semana, de 23 a 25 de junho em Assen, para a disputa do GP da Holanda. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial e Motovelocidade 2023.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Martín ultrapassa Bagnaia e toma a ponta (Vídeo: MotoGP)

Confira como foi o GP da Alemanha da MotoGP:

O domingo em Sachsenring começou com nova queda de Marc Márquez no warm-up, que dessa vez não escapou ileso: fratura no dedo da mão esquerda e a decisão inevitável de não participar da corrida alemã.

Como o espanhol da Honda havia marcado o sétimo tempo na classificação, todos que estavam atrás dele herdaram um posto — o sétimo colocado, por exemplo, passou a ser o irmão caçula Álex, com Brad Binder e Aleix Espargaró completando a terceira fila.

Na linha da frente, o líder Bagnaia tinha ao seu lado Marini e Miller — que deu o bote na largada e pulou para a ponta, jogando o #1 da Ducati para o segundo posto e o #10 da VR46 para terceiro. Só que a alegria de Miller durou até pouco mais da metade da primeira volta, uma vez que Bagnaia recuperou a ponta antes da abertura do segundo giro numa bobeada do #43.

O piloto da KTM ainda perdeu posição para Marini e Martín, o vencedor da sprint, que subiu dois postos numa bela manobra para se colocar atrás apenas de Pecco. Aleix Espargaró, também em bom início de corrida após largar em nono, vinha na sequência, na quinta posição.

Na volta 4, Martín resolveu repetir o feito do sábado e deixou Bagnaia para trás, já assinalando a volta mais rápida e abrindo 0s5 para o líder do campeonato. Pecco ainda passou a sofrer o ataque constante de Marini na briga pelo segundo posto, aparentemente com a VR46 mais equilibrada que a Desmosedici de fábrica.

Com cinco voltas completadas, o top-10 era formado por Martín, Bagnaia, Marini, Binder, Zarco, Miller, Aleix Espargaró, Bezzecchi, Álex Márquez e Fabio Quartararo. No pelotão intermediário, Zarco levava a melhor sobre o #33 da KTM e pulava para o quinto posto, enquanto Enea Bastianini brigava com o #20 da Yamaha pelo décimo lugar.

Na volta 9, o primeiro abandono da corrida, porém sem queda: Maverick Viñales sofreu um problema mecânico na sua Aprilia e deixou a disputa. Enquanto isso, o companheiro de equipe Aleix se sustentava na oitava posição.

Na frente, Martín mantinha a distância para Bagnaia em 0s5, insuficiente para uma tentativa de ultrapassagem, porém insegura para o piloto da Pramac. Já Binder vinha atrás a mais de 2s de distância, formando um pelotão com Marini e Zarco na briga pelo terceiro.

Na abertura do giro 16, Bagnaia surgiu a 0s2 do atual vice-líder do Mundial, já estudando o melhor momento para tentar a ultrapassagem que valeria a ponta. Já Marini, em quinto, se viu numa disputa caseira contra Bezzecchi. O #12, então, conseguiu tomar a posição na freada da curva 1, ao conseguir tracionar por dentro.

A 12 voltas do fim, Martín respirou novamente, abrindo 0s6 para Pecco, porém um movimento que poderia indicar estratégia do #1 para poupar equipamento para o trecho final. Mais um giro, e Binder foi ao chão, numa queda que deixou a moto bastante danificada, enquanto o sul-africano pareceu um pouco tonto enquanto era direcionado para fora do circuito pelos fiscais.

Com 21 voltas completadas, Bagnaia resolveu mostrar que tinha, sim, equipamento para levar a Ducati e fábrica ao degrau mais alto do pódio e colocou por dentro na curva 11 para ganhar o posto de Martín. O #89 ainda tentou buscar o vácuo na reta principal, porém Pecco não permitiu a manobra, mantendo a ponta.

A disputa ficou ainda mais intensa nos giros finais, quando Martín conseguiu recuperar a liderança a sete do fim. Bagnaia ainda guardou uma tentativa final à la Deniz Öncü, mas sem sucesso: Jorge ganhou a disputa por apenas 0s064.

MotoGP 2023, GP da Alemanha, Sachsenring, Corrida:

1J MARTÍNPramac Ducati 30 voltas
2F BAGNAIADucati+0.064 
3J ZARCOPramac Ducati+7.013 
4M BEZZECCHIVR46+8.430 
5L MARINIVR46+11.679 
6J MILLERKTM+11.904 
7Á MÁRQUEZGresini Ducati+14.040 
8E BASTIANINIDucati+14.859 
9F DI GIANNANTONIOGresini Ducati+17.061 
10M OLIVEIRARNF APRILIA+19.648 
11A FERNÁNDEZGasGas+19.997 
12F MORBIDELLIYamaha+22.949 
13F QUARTARAROYamaha+25.117 
14T NAKAGAMILCR Honda+23.327 
15R FERNÁNDEZRNF APRILIA+25.503 
16A ESPARGARÓAprilia+28.543 
17J FOLGERGasGas+48.962 
18B BINDERKTMAbandonou 
19M VIÑALESApriliaAbandonou 
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.