Marc Márquez segura Viñales e comanda primeiro treino da temporada em Jerez

Com 1min37s350, Marc Márquez colocou a Honda no topo da tabela do primeiro treino livre para o GP da Espanha de MotoGP. 0s024 mais lento, Maverick Viñales ficou em segundo, com Cal Crutchlow fechando o top-3

LEIA TAMBÉM
A culpa é do gado? Iannone alega que doping foi por carne contaminada

Demorou, mas a temporada 2020 da MotoGP enfim começou. Mas o primeiro treino do ano trouxe de volta a liderança de um velho conhecido: Marc Márquez. O #93 aproveitou a manhã de sol desta sexta-feira (17) em Jerez de la Frontera para cravar 1min37s350 e assegurar o topo da tabela de tempos.

Com a pista em condições ideais, Marc dividiu o protagonismo da sessão com Maverick Viñales e Jack Miller, com o australiano passando a maior parte do tempo no comando. No terço final da atividade, porém, Marc apareceu firme para se impor.

Marc Márquez, MotoGP 2020, Jerez, Treino Livre, Honda
Marc Márquez liderou o TL1 (Foto: Reprodução)

Viñales tentou a ponta até o último instante, mas acabou 0s024 atrás do #93. Com 1min37s438, Cal Crutchlow completa um top-3 coberto por 0s088.

Andrea Dovizioso colocou a Ducati no quarto posto, à frente de Joan Mir. 0s137 atrás de Marc, Miller acabou em sexto, escoltado por Álex Rins, Pol Espargaró e o estreante Iker Lecuona. Brad Binder completa o rol dos dez melhores.

Estreando com a Ducati da Avintia, Johann Zarco ficou em 11º, seguido por Franco Morbidelli. Com 1min38s118, Valentino Rossi foi o 13º, 0s768 atrás do líder da sessão.

Takaaki Nakagami vem na sequência, à frente de Aleix Espargaró e Álex Márquez. Barrado nos primeiros 20 minutos da sessão, Fabio Quartararo acabou em 17º, com Francesco Bagnaia, Tito Rabat e Miguel Oliveira aparecendo em sequência.

Sofrendo com dores no pescoço após um acidente na quarta-feira, Danilo Petrucci foi o 21º, com Bradley Smith completando a lista de 22 participantes. O pelotão todo ficou coberto por 1s380.

Saiba como foi o primeiro treino livre da MotoGP na Espanha:

A MotoGP foi brindada com um dia de sol no tardio início das atividades para a temporada 2020. Depois de ficar fora do GP do Catar ― resultado de restrições de viagem por causa da pandemia do novo coronavírus ―, a classe rainha entrou na pista nesta manhã com a temperatura na casa dos 27ºC, com o asfalto chegando a 32°C. A velocidade do vento era de 3 km.

Nesta primeira sessão de treino livre da temporada 2020, Fabio Quartararo perdeu os 20 minutos iniciais, uma punição imposta pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) por uma infração ao regulamento de treinos do Mundial.

Após meses de paralisação, Aleix Espargaró foi o primeiro a cravar tempo em Jerez ― 1min39s879 ―, mas liderança ficou mesmo com Maverick Viñales, que tinha 1min39s426.

O #12, aliás, melhorou na sequência, baixando para 1min38s215, marca que foi igualada por Marc Márquez em sua quarta volta. Os espanhóis, então, dividiam a liderança, com Jack Miller, Andrea Dovizioso e Pol Espargaró fechando o top-5.

Maverick não aturou o empate por muito tempo e, com 1min37s988, tomou a ponta, 0s227 melhor. Miller, porém, passou 0s046 melhor que o piloto da Yamaha e se instalou no comando, com Pecco Bagnaia aparecendo para ocupar o quarto lugar, à frente de Joan Mir e do estreante Brad Binder.

Na turnê de despedida da KTM, Pol Espargaró apareceu em seguida com 1min38s276 e colocou a fábrica austríaca na quarta colocação, 0s334 mais lento que Miller. Binder tinha o sétimo tempo, com Miguel Oliveira em nono. Estreante, Iker Lecuna teve um par de voltas cancelado por exceder os limites da pista e agora aparecia em 18º, 1s111 atrás do líder.

Passado o primeiro terço da sessão, Miller seguia na ponta com 1min37s942, 0s046 melhor que Viñales. Marc Márquez era o terceiro colocado, com Pol Espargaró, Bagnaia, Mir, Binder, Andrea Dovizioso, Cal Crutchlow e Oliveira completando um top-10 coberto por 0s564. Alex Rins era o 11º, com Valentino Rossi em 12º e Álex Márquez em 20º.

Com dor no pescoço depois de uma queda na quarta-feira ― causada por um vazamento de óleo da moto de Aleix Espargaró ―, Danilo Petrucci vinha apenas em 19º, 1s227 atrás do líder.

De volta à pista após uma passagem pelos boxes da LCR, Takaaki Nakagami foi a 1min38s411 e avançou para a sexta colocação. Mais atrás, Franco Morbidelli foi 0s506 mais lento que Miller e se instalou em décimo.

Franco, então, pulou para a quarta colocação, 0s272 mais lento que Miller, mas, na sequência, desceu uma posição, já que Dovizioso virou 0s004 melhor. O #4 está voltando de uma cirurgia na clavícula esquerda, fraturada em um acidente de motocross a cerca de 20 dias.

Com 1min38s148, Rins tomou o quarto posto, 0s206 atrás de Miller, que seguia confortável na ponta. Bagnaia também melhorou, mas seguia em oitavo.

Depois de passar 20 minutos preso nos boxes, Quartararo foi para a pista e, com seis voltas, aparecia em décimo, 0s472 mais lento que Miller, que seguia na ponta.

Quando chegou a hora da segunda rodada de pit-stops, Miller seguia no comando com 1min37s942, 0s046 melhor que Viñales. Marc Márquez era o terceiro, com Rins, Dovizioso, Morbidelli, Pol Espargaró, Bagnaia, Nakagami e Quartararo completando o top-10. Rossi era o 17º, com Álex Márquez em 22º. O pelotão inteiro estava separado por 1s359.

Com pouco mais de 4 minutos para o fim, Marc cravou 1min37s350 e tomou a ponta, 0s592 melhor que Miller. Usando a referência do irmão, Álex saltou para o sétimo posto, 0s862 atrás do #93.

Zarco também melhorou e agora ocupava a quarta colocação, à frente de Rins, Dovizioso e Morbidelli.

Crutchlow foi a 1min37s438 e pegou o segundo posto, seguido por Miller, Morbidelli, Viñales e Zarco. Na sequência, Lecuona pulou para terceiro, mas foi imediatamente superado por Mir, Miller e Pol Espargaró.

Com 1min37s471, Dovizioso avançou para a terceira colocação, 0s121 atrás de Marc. Mais atrás, Rins assumiu a sexta posição.

MotoGP 2020, GP da Espanha, Jerez, treino livre 1:

1M MÁRQUEZHonda1:37.350 
2M VIÑALESYamaha1:37.374+0.064
3C CRUTCHLOWLCR Honda1:37.438+0.088
4A DOVIZIOSODucati1:37.471+0.121
5J MIRSuzuki1:37.481+0.131
6J MILLERPramac Ducati1:37.487+0.137
7A RINSSuzuki1:37.569+0.219
8P ESPARGARÓKTM1:37.712+0.362
9I LECUONATech3 KTM1:37.714+0.364
10B BINDERKTM1:37.923+0.573
11J ZARCOAvintia Ducati1:37.940+0.590
12F MORBIDELLISRT Yamaha1:37.982+0.632
13V ROSSIYamaha1:38.118+0.768
14T NAKAGAMILCR Honda1:38.129+0.779
15A ESPARGARÓAprilia Gresini1:38.209+0.859
16A MÁRQUEZHonda1:38.212+0.862
17F QUARTARAROSRT Yamaha1:38.245+0.895
18F BAGNAIAPramac Ducati1:38.316+0.963
19T RABATAvintia Ducati1:38.337+0.987
19M OLIVEIRATech3 KTM1:38.506+1.156
20D PETRUCCIDucati1:38.507+1.157
21B SMITHAprilia Gresini1:38.730+1.380

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Espanha, segunda etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube