Miller explica problema que teve na largada do GP da Tailândia: “Parei a moto”

Jack Miller explicou o contratempo que teve antes da largada do GP da Tailândia. O australiano da Pramac afirmou que apertou o botão errado que acabou parando a moto, precisando ir ao pitlane e largar dos boxes

Jack Miller aproveitou para explicar o problema que teve antes da largada do GP da Tailândia. O australiano admitiu que apertou um botão errado e acabou desligando sua moto pouco antes da partida acontecer.

Quando todos os pilotos já estavam alinhados no grid, uma cena inusitada chamou a atenção: o titular da Pramac acabou saindo de seu posto empurrando sua moto, indo em direção do pitlane. Com isso, largou dos boxes.

“Parei a moto. Assim que toque o botão, disse ‘fodeu’. Sabia exatamente qual botão havia apertado. Me apressei um pouco, só estava fazendo tudo um pouco rápido demais, liguei o modo de saída e apertei o botão errado”, falou.

Jack Miller teve problemas na largada da Tailândia (Foto: Reprodução)

“É bastante fácil de fazer, eu fiz. É só uma dessas coisas de adrenalina e tudo isso”, continuou. O #43 ainda ressaltou que situação semelhante nunca aconteceu e “não vai voltar a acontecer.”

Na prova em Chang, Miller se mostrou um dos melhores competidores da Ducati, com sua escalada no pelotão terminando na 14ª colocação, ainda dentro da zona de pontos. “[Na largada] Saí e estava chateado, decepcionado, mas passou assim que deixei o pitlane. Acelerei desde o início até o final tudo o que pude”, falou.

“Tentei recuperar tantas posições como me foi possível. Mas 14º era o melhor que pude fazer. Toda a corrida fui sozinho, fui de cara para o vento o tempo todo”, encerrou.

Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube